Notícias PC

A Twitch e o Problema do Racismo

A Twitch e o Problema do Racismo

Na semana passada o nome Terrence Miller foi mencionado várias vezes no mundo dos jogadores profissionais de Hearthstone. Primeiro foi graças à sua excelente prestação no evento “Dreamhack Austin” e segundo porque durante essa mesma prestação ele foi alvo de um ataque racista na Twitch que só serviu para revelar o pior do que existe na Internet.

Pensamentos suprimidos na vida real por vezes são revelados no anonimato da web e talvez tenha sido isso que aconteceu com o caso Terrence Miller. Este jogador profissional de Hearthstone particiou no “Dreamhack Austin” e teve alguns jogos notáveis, mas por entre os elogios no chat da Twitch multiplicavam-se também mensagens racistas e tudo por causa da sua raça.

A situação – embora não tenha sido totalmente surpreendente – deixou muitos daqueles que estavam a assistir também ao chat bastante incomodados. Apesar da ocasional ofensa racista não ser novidade quando estamos a falar de chats, uma verdadeira “avalanche” de racismo virtual não costuma ser assim tão comum. Naturalmente muitos espectadores ficaram horrorizados e a própria Blizzard já condenou a situação e comprometeu-se a tomar medidas para que o mesmo não volte a acontecer.

Os comentários de alguns espectadores foram tão cheios de preconceito que eu nem sequer tenho estômago para os reproduzir neste artigo. Há quem afirme que uma grande percentagem desses mesmos comentários poderá ter vindo da mente de jovens adolescentes desesperados por atenção e de certa forma isso ainda me deixa mais assustado.

Sejam quais forem as razões, eventualmente todos os streamers terão de lidar com algum tipo de preconceito e a situação torna-se mais complicada com uma stream que possui largos milhares de espectadores. Aliás uma moderadora do chat (Carling “Toastthebadger” Filewich) defende que na organização destes eventos é importante munir o chat de moderadores suficientes para que se possa combater o problema com mais eficácia e acima de tudo, garantir que esses moderadores vão fazer o seu trabalho com competência.

No seu artigo ela menciona mesmo que um moderador se terá juntado “à festa” chegando ao ponto de se oferecer para retirar o ban a um espectador que tinha sido banido por comentários racistas graves.

A solução não é fácil, mas o que se passou com Terrence Miller serviu pelo menos para sensibilizar todos os envolvidos de que é necessário realizar esforços conjuntos para impedir que o racismo em chats seja encarado como uma inevitabilidade.

Obrigado, “Enough is enough”: Confessions of a Twitch chat moderator

Helio Costa

Helio Costa

Editor em Gaming Portugal
Apesar de ser editor, juntamente com o Diogo encarrega-se de gerir toda a equipa, é uma espécie de terceiro “boss” que muitas vezes acaba por ser o primeiro. Para além de escrever para o website ele é responsável pela verificação de conteúdo e por corrigir muitas das falhas que nós cometemos quando queremos trabalhar rápido demais.
Helio Costa

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

three × 1 =

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.