Artigos PC

GOG.com e Porquê Que Livre de DRM é a Melhor Escolha

GOG.com e Porquê Que Livre de DRM é a Melhor Escolha

Não é a primeira vez que eu escrevo sobre DRM (em inglês Digital Rights Management) e sobre a importância do gamer escolher, sempre que possível, uma versão de um jogo sem DRM do que uma com DRM. As razões são simples: menos restrições, menos problemas, mais liberdade e a possibilidade de sermos 100% donos do videojogo que acabámos de comprar.

Diz-se que os sistemas de DRM impedem a pirataria, no entanto se dermos uma vista de olhos pelos trackers mais populares isso não parece ser inteiramente verdade. A pirataria continua como sempre esteve, no seu cantinho e a proliferar dentro de certos limites. Aliás muitas companhias já perceberam que a melhor forma de combaterem a pirataria não é tentando erradicá-la da face da terra, mas sim oferecendo aos seus clientes um serviço que seja capaz de a superar.

Gabe Newell (co-fundador da Valve) já revelou no passado que a pirataria é a última das suas preocupações e que na Steam nem sequer se pensa muito nisso. Verdade seja dita, a Steam no fundo é um sistema de DRM, mas pelo menos a Valve parece ter o discernimento de não perder o seu tempo a tentar destruir a pirataria. Outra companhia que encara a pirataria mais como uma concorrente de mercado do que propriamente um inimigo é a CD Projekt, os senhores por detrás da saga Witcher e do cada vez mais popular website GOG.com.

Pois bem, a GOG.com oferece aos seus clientes um vasto catálogo de viodeojogos, composto por muitos clássicos que já não se encontram em lado nenhum e também por jogos modernos cujo número tem vindo a aumentar. A razão pela qual escrevo sobre a GOG.com e pela qual ela é apreciada por todos os membros da equipa da Gaming Portugal é só uma: trata-se de uma companhia que não possui jogos com DRM no seu catálogo.

Quando adquirimos um jogo na GOG.com só precisamos de fazer o seu download e instalá-lo no nosso computador. Não é obrigatório instalar programas adicionais para correr um jogo, não há activações de terceiros, simplesmente instalamos o jogo e começamos a jogar. Se porventura um amigo nos vir a jogar e gostar desse mesmo jogo, podemos colocá-lo numa “pen USB” e ele pode levá-lo para casa e instalá-lo no seu PC sem restrições.

Embora também exista na GOG.com a possibilidade de instalarmos um software adicional (GOG Galaxy) onde podemos gerir a nossa biblioteca de jogos ou até fazer compras num sistema que possui semelhanças com a Steam, a grande diferença é que a sua instalação é inteiramente opcional.

É importante mais uma vez realçar que antes de comprares um videojogo na Steam, deves verificar se o mesmo está disponível na GOG.com ou outro website numa versão sem DRM. Embora a Steam seja um serviço de grande qualidade e altamente recomendado, para nós também é importante que os nossos seguidores façam as melhores escolhas possíveis e com uma versão sem DRM vocês ficarão sempre infinitamente mais bem servidos do que com uma com DRM.

Helio Costa

Helio Costa

Editor em Gaming Portugal
Apesar de ser editor, juntamente com o Diogo encarrega-se de gerir toda a equipa, é uma espécie de terceiro “boss” que muitas vezes acaba por ser o primeiro. Para além de escrever para o website ele é responsável pela verificação de conteúdo e por corrigir muitas das falhas que nós cometemos quando queremos trabalhar rápido demais.
Helio Costa

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

3 + 4 =

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.