Notícias PC

Pirataria em Risco: Dentro de Dois anos Poderá Desaparecer

Pirataria em Risco: Dentro de Dois anos Poderá Desaparecer

O videojogos e a pirataria sempre foram indissociáveis, no entanto a fundadora do fórum da 3DM (um popular grupo de warez) alertou que tendo em conta o estado atual da tecnologia anti-pirataria a mesma pode estar em risco e quem sabe, talvez daqui a dois anos ela desapareça.

O obstáculo dos grupos de warez tem um nome, chama-se Denuvo e é um novo sistema secundário de encriptação que exige um grande nível de esforço para ser quebrado. O grande problema parece ser a frequência das atualizações desse sistema, que tem recebido novas versões com tanta frequência que torna difícil aos piratas estarem um passo à sua frente.

Se alguma vez te perguntaste porque está a demorar tanto tempo para que o Just Cause 3 comece a circular pelos “trackers” a resposta é só uma: Denuvo. Aparentemente o jogo utiliza a versão mais recente do sistema secundário de encriptação e não tem sido nada fácil quebrá-lo.

Numa publicação no seu blog a fundadora do fórum 3DM “Bird Sister” (a.k.a. Phoenix) revelou que por pouco não foi atingido um ponto de ruptura com o Just Cause 3. Segundo ela eles estiveram mesmo perto de desistir, porém isso não vai acontecer e o grupo vai continuar a tentar.

Ao longo dos anos foram muitas as editoras que tentaram implementar sistemas que tornassem a pirataria dos seus jogos mais difícil. Embora tenham existido momentos de dificuldade para os grupos de “warez”, esses mesmos sistemas foram sempre quebrados e alguns deles geraram mesmo descontentamento junto dos gamers porque prejudicavam os compradores legítimos de videojogos. Houve inclusive casos caricatos de gamers que fizeram downloads das versões piratas de alguns dos seus jogos originais por estas serem muito menos restritivas.

Com Denuvo no entanto a comunidade de warez parece ter pela frente um adversário temível. As atualizações são frequentes e tudo indica que começam a faltar recursos aos grupos para as acompanharem.

Apesar disso a palavra “desistência” não faz parte do vocabulário destes grupos que se comprometem a continuar a tentar. Se há uma coisa que a história nos ensinou, é que por mais que as editoras tentem impedir a pirataria ela arranja sempre forma de proliferar. O lado mais rebelde e inconformista do mundo do gaming não parece estar disposto a “dar o braço a torcer” mas vai aproveitando para alertar que a “luta” está cada vez mais difícil.

Nós por cá e enquanto gamers só podemos imaginar como o mundo seria diferente sem a pirataria.

E para ti como seria? Bom, mau ou é-te indiferente?

Obrigado, Torrentfreak

Helder Sousa

Helder Sousa

Editor em Gaming Portugal
Adepto do ar livre e dos desportos radicais, nós nunca sabemos se no próximo fim-de-semana ele não irá longe demais, levando a equipa a ficar com um elemento a menos. Quer dizer, o exercício é uma coisa boa, mas quando isso envolve quedas de grandes alturas ou escaladas perigosas, talvez seja melhor ficar em casa a jogar videojogos.
Helder Sousa

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.