Artigos PC

Porquê que a GOG.com é sempre uma Prioridade para Mim?

GOG.com

O Natal aproxima-se e com ele chegam as habituais promoções em tudo o que são websites e plataformas de distribuição digital. Na semana da popular “Black Friday” eu aproveito para explicar porquê que a GOG.com é sempre uma prioridade para mim.

Esta não é a primeira, nem sequer a segunda vez que escrevo sobre DRM na Gaming Portugal e a razão pela qual volto a escrever prende-se com a necessidade de tentar fazer chegar a mensagem ao maior número de gamers possível.

Não me interpretem mal, nós somos todos grandes fãs da Steam e utilizamos o serviço, no entanto e apesar da sua reconhecida qualidade trata-se de uma plataforma que possui restrições que não agrada quem procura ser verdadeiramente proprietário do jogo que acabou de comprar.

Eu gosto sempre de ser o dono de algo que compro, no entanto com sistemas de DRM não é bem isto que acontece. Basta dar uma breve vista de olhos pela Steam para percebermos que:

  1. Quando compramos um jogo ele fica vinculado na nossa conta;
  2. Não podemos emprestar os jogos a amigos;
  3. Não podemos trocar jogos (excepção para jogos que temos no inventário e não adicionámos à nossa conta, ou seja, basicamente jogos que nunca jogámos);
  4. Para jogarmos precisamos de ter a Steam instalada.

Estão a perceber a ideia?

Só o simples facto de sermos obrigados a instalar um software adicional para ativarmos os jogos e gerirmos a nossa biblioteca, já é uma grande restrição. Pois bem, na GOG.com tudo é bem diferente, por exemplo apesar de existir um software adicional (GOG Galaxy) ele é completamente opcional, o que significa que não precisamos dele para instalarmos ou jogarmos títulos adquiridos no website.

A completa recusa por sistemas de DRM levada a cabo pela GOG.com só beneficia o gamer que quando compra por lá um jogo, é verdadeiramente seu dono e pode fazer com ele o que quiser e bem entender.

O software adicional (GOG Galaxy) que é equivalente a algo como a Steam ou Origin, existe apenas para aqueles que pretendem por exemplo que os seus jogos sejam atualizados automaticamente sempre que sai um novo patch, ou por uma simples questão de organização e acessibilidade. É uma mais valia, tem a sua utilidade mas não é forçado ao utilizador e isso revela preocupação e respeito para com o cliente.

Quando eu encontro na Steam um jogo que faço intenção de comprar, nunca me esqueço de visitar sempre a GOG.com e caso encontre por lá o mesmo jogo nunca hesito e faço a minha compra. Caso a versão da GOG.com tenha um preço mais elevado, eu até estou disposto a pagar um pouco mais (desde que não seja uma diferença muito grande) para ser 100% dono do produto que compro.

Nunca te esqueças que um gamer informado acaba sempre por fazer as melhores compras.

Helio Costa

Helio Costa

Editor em Gaming Portugal
Apesar de ser editor, juntamente com o Diogo encarrega-se de gerir toda a equipa, é uma espécie de terceiro “boss” que muitas vezes acaba por ser o primeiro. Para além de escrever para o website ele é responsável pela verificação de conteúdo e por corrigir muitas das falhas que nós cometemos quando queremos trabalhar rápido demais.
Helio Costa

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

thirteen + 3 =

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.