Notícias PC

Rogue Wizards Chegou à Steam

Rogue Wizards

Luta contra criaturas; apanha todo o tipo de “loot”; domina a magia e constrói a tua própria torre de feiticeiro neste roguelike e RPG dungeon-crawler. Rogue Wizards chegou ontem à Steam e é mais um jogo independente com uma longa jornada até ao seu lançamento oficial e que merece um olhar atento.

O que me impressiona sempre nestes jogos independentes é o que os seus criadores são capazes de fazer com recursos bastante limitados. Rogue Wizards é mais um exemplo de muito trabalho, talento, força de vontade e tenacidade no mundo dos videojogos.

O jogo foi desenvolvido por uma só pessoa de nome Colin Day que fez um pouco de tudo, desde código; design e direcção artística. Uma campanha bem sucedida no Kickstarter em 2014 permitiu-lhe obter fundos para contratar alguns artistas temporariamente até que uma parceria com Phil Shenk abriu caminho para o trabalho artístico final.

Rogue Wizards é um RPG e um dungeon-crawler roguelike, mas não é apenas isto. No jogo também podes construir a tua própria torre de feiticeiro e a tua cidade para depois poderes comprar equipamento, melhorar as tuas magias e até recrutar guerreiros para se juntarem à tua batalha.

É um dungeon-crawler porque naturalmente nós vamos explorar masmorras, é um RPG porque nós evoluímos a nossa personagem e vamos subindo de nível de acordo com a nossa progressão, é um roguelike porque as masmorras são geradas aleatoriamente e porque possui “permadeath“, o que significa que não existem vidas extras e quando perdemos temos de começar tudo de novo.

O combate por turnos é simples e intuitivo e a ação decorre muito mais rápido do que na maior parte dos jogos deste género o que faz com que este título possa até ser apreciado por jogadores novos ao género.

Rogue Wizards chegou ontem à Steam e encontra-se à venda pelo preço reduzido de 14,99€.

Marcio Olival

Marcio Olival

Editor em Gaming Portugal
O Márcio é uma das forças editoriais da Gaming Portugal, ele também faz um pouco de tudo mas a sua preferência reside nos artigos de opinião. Regra geral ele não é comedido nas palavras, porém em vez de optar pela dureza extrema ele opta quase sempre pelo sentido de humor.
Marcio Olival
Advertisements

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.