Opiniões PC

A Lenda do Herói: Opinião

E que tal um jogo de plataformas que é simultaneamente um musical? Eu sei que parece estranho, mas “A Lenda Do Herói” é isso mesmo, por um lado é um jogo de plataformas 2D tradicional com um visual “old school”, pelo outro é um divertido musical onde é difícil não esboçarmos um sorriso quando o estamos a jogar.

Verdade seja dita, não fosse a componente musical e “A Lenda Do Herói” seria apenas mais um jogo 2D de plataformas em estilo de homenagem aos grandes clássicos.

Mas num género cada vez mais saturado é importante que os jogos tenham características diferenciadoras e para os brasileiros da Dumativa a canção trouxe a diferenciação.

Talvez a melhor forma de descrever “A Lenda Do Herói” é a de que se trata de um videojogo que é simultaneamente um musical. A força da banda sonora é inegável nos videojogos, porém neste em particular ela tem um peso ainda maior.

No jogo as nossas ações são narradas pela banda sonora, que é como quem diz, o cantor no fundo canta a música da nossa aventura.

Quando encontramos inimigos, quando derrotamos inimigos ou quando ficamos em apuros, a música vai reflectindo todos esses momentos.

Aqui fica um vídeo de jogabilidade (não te preocupes porque ele não revela demasiado do jogo):

Este jogo é diferente, é divertido e sobretudo é mágico. Nunca pensei jogar um jogo e simultaneamente desfrutar de um musical que vai descrevendo as minhas aventuras nesse jogo e fiquei surpreso por ter gostado tanto da experiência.

É difícil não esboçarmos um sorriso quando percebemos como tudo funciona e a boa notícia é que esse sorriso permanece do principio ao fim porque tudo é suportado por um jogo, que apesar de simples, é também bastante sólido.

Visualmente “A Lenda do Herói” é uma homenagem aos grandes clássicos das eras de 8 e 16 bits com inspirações reconhecidas em jogos como o The Legend of Zelda e Wonder Boy in Monster Land.

São cada vez mais os jogos independentes que adoptam este tipo de visual “retro” com excelentes resultados e alguns deles permitem autênticas viagens no tempo. Uma nostalgia que certamente todos os “old school” gamers agradecem.

A beleza artística do 2D não tem paralelo no mundo dos videojogos, mesmo após todos estes anos a magia da experiência de plataformas 2D é quase inexplicável e esta é uma das razões pela qual o género continua tão relevante e actual.

Do ponto de vista artístico “A Lenda Do Herói” é também um trabalho sólido, os níveis são variados, a personagem principal está muito bem desenhada bem como todos os inimigos e outras personagens que vamos encontrando pelo caminho.

A experiência começa de uma forma muito simples, temos muito tempo para nos habituarmos aos controles e se no início eles se resumem apenas a saltar e atacar, nas fases mais avançadas habilidades como a invisibilidade ou o duplo salto entre outras, são adicionadas à experiência tornando-a mais interessante e desafiante.

No que diz respeito à dificuldade nós não classificamos “A Lenda Do Herói” como um jogo muito difícil. Ele é com toda a certeza desafiante e alguns “bosses” são derrotados com estratégias muito especificas que os jogadores precisam de descobrir, no entanto é uma experiência acessível e que certamente será muito mais fácil para quem está familiarizado com este tipo de jogo de plataformas.

Tal como acontece com o grafismo há variedade suficiente na jogabilidade para que a experiência seja divertida do principio ao fim, porém este não é um jogo com uma grande longevidade.

Já agora voltando à música…

Já escrevemos um pouco sobre a musicalidade deste jogo que é o seu ponto mais forte e o seu principal elemento diferenciador, a música.

É importante realçar que de facto jogar este jogo só pode ser descrito como “jogar um musical”. Ora isto é uma excelente notícia para quem aprecia por exemplo filmes musicais, mas por outro lado talvez não seja tão boa para quem simplesmente não suporta qualquer tipo de cantoria (sim os mal dispostos também existem).

O que é certo é que a banda sonora é parte integrante da experiência e tirar partido do jogo é em grande parte apreciar a música que nos acompanha quando o jogamos.

Sem a componente musical “A Lenda Do Herói” seria simplesmente mais um jogo de plataformas 2D no mercado. Um jogo sólido é verdade, mas também um jogo sem aquela qualidade diferenciadora e que correria o risco de passar despercebido.

Com a música/narração ele transforma-se numa experiência única que pode não ser tão longa quanto nós gostaríamos que fosse, mas é sem dúvida divertida e recompensadora.

A “cereja no topo do bolo” é o facto de este jogo ter sido desenvolvido do outro lado do planeta pelos nossos irmãos brasileiros. Por isso mesmo podemos desfrutar de músicas cantadas em português e isto é mais uma excelente notícia especialmente para quem não domina o inglês.

No geral “A Lenda Do Herói” foi uma experiência francamente agradável e é um daqueles jogos que todos os apreciadores de jogos de plataformas 2D com visual retro deviam jogar um dia.


Recomendado
A Lenda do Herói é um videojogo de plataformas 2D mas é também simultaneamente um musical, ou melhor, o musical da nossa experiência no jogo. É acima de tudo uma ideia inteligente com uma excelente aplicação prática e pelo meio consegue ser também um jogo sólido e muito divertido. 

Ele foi a força fundadora por detrás da Gaming Portugal e conseguiu reunir uma equipa competente e muito unida. É principalmente um elemento que trabalha nos bastidores, embora ultimamente vocês o conheçam pelo seu trabalho no podcast juntamente com a NOX e nas transmissões ao vivo.

Apesar de ser editor, juntamente com o Diogo encarrega-se de gerir toda a equipa, é uma espécie de terceiro “boss” que muitas vezes acaba por ser o primeiro. Para além de escrever para o website ele é responsável pela verificação de conteúdo e por corrigir muitas das falhas que nós cometemos quando queremos trabalhar rápido demais.

Também poderás gostar de:

 
Subscrever
Notificações de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Partilha tua opinião, comenta.x
()
x