Jogos Opiniões PC

Breathedge: Opinião

Breathedge é um jogo de sobrevivência no espaço de mundo aberto com uma forte componente humorística e que parece ter conquistado definitivamente o seu espaço dentro de um género cada vez mais saturado. Não é um feito fácil e por isso mesmo nós decidimos dar-lhe uma vista de olhos para tentarmos perceber se todo o entusiasmo que o rodeia é justificado.

A aventura começa após um terrível acidente do qual o protagonista e uma galinha são aparentemente os únicos sobreviventes. Só Deus sabe porque raio o protagonista leva consigo uma galinha, mas fica claro desde o início que ela não se trata de uma galinha qualquer. Ela consegue, imagine-se, sobreviver no espaço sem um fato de protecção e para além disso funciona como um corta corrente fantástico particularmente útil para evitar a electrocussão.

Para todos os efeitos estamos sozinhos no espaço mas uma falta de oxigénio resultante de uma fuga ameaça a nossa sobrevivência. Felizmente temos à mão uma pastilha faz o truque, a fuga é tapada e conseguimos finalmente respirar de alívio.

Tal como qualquer outro jogo de sobrevivência em Breathedge não há tempo para lamentar ou desesperar, pelo contrário é tempo de ação. A primeira tarefa é reunir recursos para começarmos a construir ferramentas e upgrades que nos permitam não só sobreviver como também proliferar neste ambiente inóspito.

“A vida não é fácil quando estamos perdidos no espaço…”

O plano é fácil de elaborar, a sua execução é que é um pouco mais delicada devido ao oxigénio limitado que temos. É necessário calcular todos os movimentos quando nos aventuramos pelo espaço sob pena de sufocarmos se formos demasiados lentos. Para além disso precisamos de comer e beber porque não há nada mais deprimente do que morrer de fome ou de sede no espaço.

A ideia a longo prazo é chegar ao ponto em que conseguimos criar uma base de operações e, quem sabe, arranjar tempo para relaxar mesmo sem saber o que o futuro nos reserva. O plano está feito, o problema é que o oxigénio é escasso e a cada saída do módulo de sobrevivência em que nos encontramos, temos de calcular bem todos os nossos passos para não sufocarmos em busca de melhor sorte.

Não é difícil, em pouco tempo reunimos alguns recursos, construímos ferramentas e mais importante, utilizamos um preservativo para fazermos um “upgrade” e aumentarmos ligeiramente a capacidade da botija de oxigénio. Dizem que sob as circunstâncias certas um preservativo pode salvar vidas, pois bem, neste jogo eles fazem precisamente isso.

Humor e sobrevivência espacial

Breathedge é, como deu para perceber na nossa introdução, uma experiência de sobrevivência com muito sentido de humor à mistura. Não é um jogo que se leva demasiado a sério e grande parte do seu encanto deve-se a isso mesmo.

Sobreviver; gerir recursos; reunir materiais; construir; explorar e até um pouco de ação pelo meio, Breathedge conjuga todos estes elementos num balanceamento quase perfeito. É polvilhado de simulação sem exagero na dose e acima de tudo sem nunca perder a sua natureza irrealista.

O sorriso acompanha-nos sempre ao longo de toda experiência, seja pela presença inexplicável de uma galinha sobre-humana ou porque a determinada altura um aspirador transforma-se num excelente meio de transporte, existem muitas ideias geniais auxiliadas por mecânicas de jogo sólidas que contribuem bastante para a imersão.

“As galinhas estão sempre presentes de alguma maneira”

Por falar em imersão, toda a experiência é solitária e nós bem sabemos que por esta altura são cada vez mais os jogadores que pedem por um modo de cooperação, mas a que custo? Com isso não estaríamos a retirar grande parte da essência que torna este jogo único?

Há uma beleza na solidão especialmente quando o cenário de fundo é o espaço e nós tememos que um modo de cooperação retire um pouco dessa magia do isolamento extremo. Por exemplo, a falta de oxigénio que chega a ser extrema nos primeiros estágios da experiência, é ainda mais intensificada pelo facto de sermos obrigados a lidar com ela completamente sozinhos.

Depois há o carácter recompensador de toda a experiência, ou seja, quando estamos completamente sozinhos todas as pequenas “vitórias” são altamente recompensadoras e a progressão desde o início enquanto somos meros sobreviventes até ao ponto em que somos ávidos exploradores do desconhecido tem muito mais valor quando é feita a solo.

A jogabilidade

“Uma jogabilidade simples e imersiva”

Breathedge joga-se na perspectiva da primeira pessoa e não é demasiado complexo ou difícil de perceber. O único factor a ter em conta é que estamos no espaço e na maior parte do tempo vamos flutuar graças à ausência de gravidade.

No início começamos a aventura “despidos” de equipamentos, ferramentas e recursos importantes com o objectivo de obtê-los a todos e também de irmos descobrindo o que se passou. Se já jogaste Subnautica então fica a saber que muitos jogadores equiparam as duas experiências e descrevem Breathedge como uma espécie de Subnautica no espaço.

O elogio é bem merecido e muito embora as experiências sejam fundamentalmente diferentes, a forma como a progressão se processa em ambos os jogos é de facto semelhante. Cada saída do primeiro módulo de sobrevivência é dedicada à exploração na busca por materiais que nos permitam progredir. À medida que vamos aumentando as nossas reservas de oxigénio também aumentam as distâncias que conseguimos percorrer a cada viagem e com o tempo o Universo começa a “abrir-se”.

Durante todo este tempo a jogabilidade forma uma relação quase simbiótica com a história, é como se cada movimento, cada incursão pelo desconhecido nos desvendasse mais do que se passou. Escusado será dizer que vestir a pele de um astronauta no espaço e flutuar de destroço em destroço é das experiências mais envolventes e divertidas no mundo dos videojogos.

Breathedge faz um excelente trabalho ao colocar-nos sozinhos no espaço e a mecânica na qual as reservas de oxigénio são limitadas (tal como acontece no Subnautica) confere um “peso” adicional a todas as nossas acções. Ao jogador compete calcular bem o seu próximo passo sendo certo que uma viagem bem planeada pode ser recompensada com materiais e itens valiosos.

É visualmente deslumbrante

“Está aqui um belíssimo trabalho no departamento gráfico”

A beleza visual do espaço foi traduzida na perfeição para este videojogo que beneficia de toda a glória do poderoso Unreal Engine 4. Breathedge é visualmente deslumbrante chegando mesmo a surpreender no departamento da optimização.

Como é óbvio em computadores de gaming poderosos e que suportam as mais altas resoluções o jogo consegue atingir momentos de uma beleza singular, no entanto mesmo em máquinas mais limitadas ele não deixa de impressionar. Aliás, não nos podemos esquecer que uma das consolas para a qual ele tem lançamento agendado é a Nintendo Switch.

O jogo escala muito bem e é um testemunho de como o Unreal Engine 4 é simplesmente um dos melhores motores gráficos no mercado. Ele oferece potência sem comprometer a “performance” e graças a isso um jogo independente consegue rivalizar no departamento gráfico com os grandes colossos no mercado.

É claro que nada disto seria possível sem o brilhante trabalho dos artistas que deram vida ao Universo intrigante e deliciosamente ridículo no qual decorre toda a aventura.

Há muito para fazer, muito para explorar e muitas horas de entretenimento para desfrutar

“Um dos momentos altos é a construção da base”

Um bom jogo de sobrevivência que almeje algum sucesso tem de ser obrigatoriamente uma experiência de longa duração. Para que isso aconteça é necessária uma base sólida, muito conteúdo e um mundo aberto à exploração.

Breathedge é uma longa jornada na qual começamos com muito pouco. A progressão inicial é algo vagarosa e por isso qualquer vitória nessa fase é altamente recompensadora. A pouco e pouco o Universo “abre as suas portas” e começamos a perceber que os locais outrora inalcançáveis não eram mais do que meros pontos de passagem.

A própria movimentação mais lenta fruto da ausência de gravidade reforça a ideia de que a “pressa é inimiga da perfeição” e que é a pouco e pouco, mas de forma consistente, que melhor se progride nesta experiência.

A nossa recomendação é que explores cada canto dos teus arredores, que investigues todos os objectos e vás desvendado a história por detrás da tragédia. Um dos momentos mais fantásticos é naturalmente quando começamos a construir a nossa própria estação especial e estabelecemos a nossa base de operações.

É um dos pontos altos de toda a experiência e por incrível que pareça é superado poucos minutos depois quando percebemos que na realidade isto é só o início e a verdadeira aventura está prestes a começar…

Última atualização: Março 11, 2021 às 16:14

Sobreviver no espaço nunca foi tão divertido!

Breathedge é uma aventura de exploração espacial absolutamente fantástica, divertida e imersiva. Na nossa opinião o seu lançamento oficial foi um dos pontos altos deste ano e não é por acaso que ele tem sido elogiado um pouco por todo o mundo. Se gostas de sobrevivência no espaço dificilmente serás capaz de encontrar melhor experiência do que esta.

9.3
Recomendado:
9.3

O Márcio é uma das forças editoriais da Gaming Portugal, ele também faz um pouco de tudo mas a sua preferência reside nos artigos de opinião. Regra geral ele não é comedido nas palavras, porém em vez de optar pela dureza extrema ele prefere quase sempre pelo sentido de humor.

Ele foi a força fundadora por detrás da Gaming Portugal e conseguiu reunir uma equipa competente e muito unida. É principalmente um elemento que trabalha nos bastidores, embora ultimamente vocês o conheçam pelo seu trabalho no podcast juntamente com a NOX e nas transmissões ao vivo.

Também poderás gostar de:

Subscrever
Notificações de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ESTAMOS AGORA AO VIVO!
AO VIVO na Twitch todos os dias!!
0
Partilha tua opinião, comenta.x
()
x