PC PS3 Xbox 360

E3 2011: John Carmack Privilegia PC

E3 2011: John Carmack Preveligia PC

Em entrevista à PC Gamer, o co-fundador da Id software colocou-se do lado daqueles que ultimamente têm defendido o PC como a plataforma por excelência.

É fácil perceber a razão pela qual muitas companhias nos últimos anos dedicaram-se mais às consolas, é por lá que o dinheiro anda. Na realidade o PC nunca deixou de ser a máquina mais poderosa, no entanto com o mercado das consolas literalmente a explodir isso acabou por ser uma mudança natural mas que no final prejudicou a evolução da indústria.

John Carmack revelou recentemente em entrevista à PC Gamer que hoje em dia faz mais sentido dar prioridade às versões do PC e trabalhar posteriormente na adaptação para as consolas.

“Agora que os PC’s têm 10 vezes mais poder que as consolas, eu estou a mudar de direcção. Nós devemos focar-nos em criar jogos eficientes no PC e depois convertê-los para as consolas”

Carmack explicou também que se ainda existem companhias que têm receio de se dedicar de corpo e alma ao PC, isso só acontece devido a questões financeiras:

“É um trabalho complicado, são necessários anos para desenvolver um motor gráfico e conteúdo que o acompanhe e há o risco de uma companhia perder caso nada corra como o esperado”

Hoje o mercado está em mutação e curiosamente o gaming nos PC’s está novamente a crescer, muito por força dos serviços de downloads digitais que tornaram o acesso aos jogos super-fácil.

Os resultados em termos de qualidade dos jogos também são melhores, por exemplo The Witcher 2 chegou primeiro ao PC e na E3 já tivemos possibilidade de ver a versão da Xbox 360 que está também um espanto.

Nos próximos tempos as companhias devem voltar a eleger o PC como a sua plataforma principal de desenvolvimento e isso irá traduzir-se em jogos cada vez melhores não só para o PC como também para as consolas.

Fontes: PC Gamer

Diogo Mota
O Diogo é o organizador, todo o conteúdo do website passa de uma forma ou de outra pelas suas mãos, ele certifica-se que os padrões de qualidade são sempre altos e se a Gaming Portugal é hoje uma máquina relativamente bem oleada, isso acontece em grande parte graças ao seu trabalho.

Também poderás gostar de: