*

Steel

  • *
  • 1435
    +22/-0
  • It's time to kick ass and chew bubble gum...
    •  
Este tópico é muito simples, serve para vocês colocarem as vossas primeiras impressões sobre o Dishonored chega dia 12.

No website: Dishonored: Primeiras Impressões
Última modificação: 5 anos atrás por Steel
Não é como tu jogas, mas sim como te divertes a fazê-lo

*

LastLombax1

  • *
  • 486
    +3/-0
Estou à espera que saia. Depois digo algo

*

mekano

  • *
  • 402
    +3/-2
estamos todos  :D  se conseguir jogar depois tb digo a minha opinião 8)
"Live for nothing or die for something"

Juzt

Tão awesome, ai aquele Crossbow e faca. Só espero que dê no meu pc.

*

Steel

  • *
  • 1435
    +22/-0
  • It's time to kick ass and chew bubble gum...
    •  
Não é como tu jogas, mas sim como te divertes a fazê-lo

str33tb

Do que deu para ver no vídeo, a física do jogo parece-me um pouco básica!!! As texturas têm um aspecto plastificado e o look do jogo faz-me lembrar muito o "You Are Empty" que joguei há uns 2-3 anos atrás e também o Bioshock. Os "bonecos" parecem isso mesmo, falta-lhes fluidez nos movimentos e têm um aspecto carrancudo.  Ainda assim, o conceito do jogo promete algo diferente em termos de jogabilidade.....

Sepol

Já passei umas poucas horas a jogar este (na PS3) e estou a gostar bastante. Parece uma espécie de Assassin's Creed menos repetitivo e bastante mais 'negro'. O único defeito que lhe aponto é ser demasiado linear e não ser open-world (no sentido em que a qualquer momento podermos ignorar o plot principal e andar a fazer side-quests e a andar livremente pelos cenários). But then again, ainda não joguei muito, porntanto isto conta apenas como uma primeira impressão...

*

LastLombax1

  • *
  • 486
    +3/-0
Só joguei um pouco mas até agora está excelente. Quero passar o jogo em Bom. Depois vou passar em Mau e em horrível.

Sepol

Bom, já acabei o jogo pela 1ª vez; pelos vistos quando eu disse que "só tinha jogado umas horinhas" já tinha passado mais de metade do jogo  :-X  Deixo aqui uma pequena review:


Jogabilidade
Muito boa, é o ponto alto do jogo. Os controlos conseguem dar um controlo bastante bom do personagem, permitem combinações complexas de movimentos sem complicar demasiado no manuseamento do comando. As habilidades e 'poderes' que o personagem pode ganhar ao longo do jogo permitem que o seja jogado quase na integra em 'modo stealth' sem, no entanto, torna-lo enfadonho; aliás, é bastante mais divertido jogar em stealth do que entrar 'a matar' (confundir os guardas com paragens de tempo e blink = endless fun!). A progressão do jogo é feita por níveis, o que é algo que eu não estava à espera (não sendo algo mau), mas tal acaba por tornar o jogo demasiado linear para o meu gosto. O sistema de 'caos' que o jogo tem podia ser algo inovador, mas acaba por ser mais um compasso de moralidade disfarçado; apesar de no proprio jogo se dizer que o caos não é uma medida de moral, a verdade é que há uma correlação quase direta entre "atos moralmente condenáveis" (mortes) e caos (aliás, ao longo do jogo, se o caos for grande, vamos recebendo 'pistas' de outras personagens que nos dão a entender que não aprovam os nossos métodos de lidar com os problemas). A personalização do personagem (seleção dos poderes, upgrades) é bastante simples. A nível de menus, nada a apontar, a navegação é fácil e não tem grandes entraves (pontos bonus por terem incluido a opção "continue game" antes de "new game" no menu principal).


Enredo (spoiler-free)
Fraco, o jogo parece mais uma amálgama de plot devices do que realmente uma história com algum conteúdo. Sinceramente, estava à espera de algo melhor vindo da Bethesda (sendo totalmente justa, não foi a Bethesda que desenvolveu o jogo, mas ainda assim...). A certa altura não entendia bem porque é que tinha de completar as missões, qual era a contribuição de matar esta ou aquela pessoa para a progressão do plot; a justificação que nos dão é quase sempre "Se matares esta pessoa torna-se mais facil voltar a meter a princesa no trono porque... razões!". O próprio plot twist que aparece entretanto é fraco; acho que a ideia daquilo (além de servir para avançar o jogo) foi dar uma nova dimensão a algumas personagens, mas as personagens já eram tão fracas que acaba por servir apenas como plot device (e, pensando bem, acaba por não fazer sentido). Mas o pior de tudo é que o enredo tinha imenso potencial para ser interessante, há bastantes coisas ao longo do jogo que parece que vão desenvolver mas depois nunca mais se ouve falar daquilo e chegamos ao fim do jogo a pensar "mas então o que foi feito disto? Qual é a explicação para aquilo?". Bastava meter mais umas side-quests lá pelo meio que desenvolvessem essas pontas soltas e o jogo tornar-se-ia muito mais interessante e podia ter um enredo mais profundo. Em vez disso, os developers optaram pelo 'caminho preguiçoso' em que tentam ir explicando as coisas e aprofundando o universo com... texto!  ::)  Há imensos livros que se podem encontrar e ler, mas isso na minha opinião é mau storytelling em videojogos: mais vale meter o jogador na ação do que descrever a ação. Se eu quisesse ler pegava num livro.


Personagens
Tal como o enredo, isto é um ponto fraco. As personagens são pouco (ou nada) desenvolvidas e unidimensionais ou simplesmente deixadas "à deriva" sem qualquer explicação para as suas ações, motivações e relação com o nosso personagem. Isto acaba por estar muito ligado ao plot porque ao não perceber as motivações das várias personagens acabamos por não perceber porque é que temos de fazer certas missoes ou porque é que alguns eventos acontecem (acho que o caso mais ridiculo é toda a cena com o Outsider, nunca temos explicação de porque é que ele decidiu interagir com o nosso personagem, qual a ligação dele com a situação politica toda do mundo ou quem/o que é que ele realmente é).


Duração
Curta, passa-se em poucas horas. As missões são grandinhas, mas poucas e a única maneira de 'perder' mais tempo em cada uma é se nos pusermos a colecionar moedas, runas e afins. Deixa a desejar em comparação com os standards de duração dos jogos mais recentes. Tudo bem que deve ser "qualidade antes de quantidade", mas neste caso o jogo acaba pouco depois de realmente parecer que fica interessante, o que acaba por ser frustrante e deixou-me com aquela sensação de blue balls (ou, erhm... blue ovaries?)


Replay Value
Tem algum replay value. O jogo tem vários finais diferentes, que dependem do nível de caos e de algumas ações na missão final. Interessante pode ser também tentar completar os vários níveis fazendo os desafios de não matar ninguem ou de não ser detetado. É também possível completar algumas missões da maneiras diferentes se fizermos (ou não) uma ou outra missão opcional. Para quem gosta de 'colecionar', cada nível tem vários items colecionáveis (runas, bone charms, moedas) que são contabilizados no final de cada missão, portanto quem gostar disso pode tentar passar o jogo a colecionar tudo.


Aspetos técnicos (audio, video, etc)
Eu joguei a versão para PS3. Em termos de video, gostei do aspeto dos cenários e da atmosfera geral do jogo. Não apanhei nenhum glitch gráfico estranho. A única coisa a apontar é que as personagens parecem ter mãos desproporcionalmente grandes e têm todas caras feias que nem um raio :P  A banda sonora não é nada de especial, mas encaixa no jogo.


Overall
Tinha o potencial para ser um jogo bastante bom caso tivesse um enredo decente e fosse um bocado mais longo. Deixa demasiadas pontas soltas e personagens superficiais o que, tudo junto, acaba por arruinar a imersão e dar a sensação que estou apenas a progredir numa série de missões e não a progredir numa história.  Já em termos de jogabilidade é outra história. Tem uma dinâmica muito boa, controlos e movimentos fluidos e que dão vontade de ficar a jogar o jogo durante horas seguidas. Infelizmente, para mim, a jogabilidade ótima não compensa os buracos todos no enredo e o péssimo storytelling.
 
Classificação: 6.5/10

Sacreligious

Foi uma Review muito boa, gostei bastante de a ler  ;).

Quanto ao jogo, apesar de a história não ser a melhor (como tu disses-te), pareceu-me ser um jogo interessante (atenção que eu nunca joguei o jogo, digo isto baseado em vídeos de Gameplay que vejo  :P) e gostava bastante de o comprar. No entanto, tendo em conta a 'pequena Review' que fizes-te, acho que o preço a que ele está agora é um bocado caro. Já agora, se lhe tivesses de atribuir um Preço Justo, qual seria?

Sepol

hmmm, um preço, isso é complicado :P Eu não daria mais de 30 euros pelo jogo, principalmente por causa da duração. Aguarda algum tempo, que o preço já baixa um bocado (comprar jogos perto da data de lançamento é sempre um erro). Mas a questao do 'valor' de um jogo é muito subjetiva, depende daquilo que uma pessoa está à procura no jogo. Quem valorizar mais o gameplay e nao se importar tanto com o plot decerto dará mais valor ao jogo do que eu (porque em termos de gameplay o jogo é 5 estrelas)

*

mekano

  • *
  • 402
    +3/-2
bem eu acho que encontramos outro Reviewer :D 
"Live for nothing or die for something"

Sacreligious

Sepol, nesse aspecto não concordo tanto contigo. É claro que hoje em dia nem todos os Gamers têm dinheiro para gastar nos jogos que realmente querem, mas acho que alguém que tenho dinheiro e goste de um jogo, faz bastante bem em compra-lo, perto da data de lancamento ou até mesmo no dia em que ele saí para as lojas. Por exemplo, eu sou um GRANDE ( ;D ) fã da série Assassin's Creed, e estou a pensar em comprar umas da ediçoes limitadas do novo jogo que está para sair (que acho que está um espectaculo  :P) e tenho a certeza de que seriam cerca de 60 ou 70€ bem investidos, e acredita, eu nem tenho por hábito fazer pré-reservas ou comprar o jogo logo que ele sai para as lojas  :).
E  é só por isso que não acho que comprar jogos perto da sua data de lançamento seja sempre um erro :).

Etiquetas: