Notícias PC

Gabe Newell: Pirataria Não é Problema Para Nós

Gabe Newell: Pirataria Não é Problema Para Nós

Nos últimos meses o debate sobre a pirataria tem aumentado de tom, de um lado temos as companhias que fazem de tudo para impedir que os seus jogos sejam pirateados, do outro temos pessoas como Gabe Newell para quem a pirataria não é um problema.

Em entrevista à TCS, Gabe Newell o co-fundador da Valve comentou mais uma vez a questão da pirataria e como seria de esperar, ele não a vê como um problema mas sim como um género de competição.

Das suas observações mais interessantes destaca-se uma em que ele afirma que algumas companhias ainda não compreendem a pirataria. Ele defende que ela não acontece apenas devido aos preços elevados, mas está também relacionado com o acesso aos videojogos.

No geral nós achamos que existe um equívoco fundamental sobre a pirataria. A pirataria é quase sempre um problema de serviço e não de preço”

Por exemplo, se um pirata oferece o produto em qualquer parte do mundo 24 horas por dia que pode ser adquirido facilmente através do computador e a distribuidora diz que o produto está bloqueado e só estará disponível 3 meses após o lançamento, então o serviço da pirataria é mais valioso.

Ou seja, quanto mais entraves as distribuidoras e companhias colocam no acesso a um jogo, mais os gamers se viram para a pirataria. Recorde-se que ultimamente os sistemas de DRM têm gerado muita contestação, alguns gamers optam por não comprar jogos que possuem DRM e serviços como a GOG.com até estabelecem a ausência de DRM nos seus jogos como um principio basilar.

Uma das companhias que tem gerado mais insatisfação é a Ubisoft que anda a fazer de tudo para impedir que os seus jogos sejam pirateados, inclusive cancelando alguns títulos no PC. No entanto para a Valve isso não é uma questão importante:

O nosso objetivo é criar um serviço melhor do que o dos piratas e nós fomos bem sucedidos o suficiente ao ponto da pirataria não ser um problema para a nossa companhia.

Infelizmente muitas das grandes companhias ainda se recusam a assumir que a única forma de combater a pirataria é fazer mais e melhor do que os piratas. Não faz sentido tentar aniquilar a pirataria, primeiro porque é impossível e segundo porque o mercado pirata é também extremamente útil para qualquer empresa que tenha “dois palmos de testa“.

Fontes: TCS. Gamingbolt, Steam Unpowered

Diogo Mota

O Diogo é o organizador, todo o conteúdo do website passa de uma forma ou de outra pelas suas mãos, ele certifica-se que os padrões de qualidade são sempre altos e se a Gaming Portugal é hoje uma máquina relativamente bem oleada, isso acontece em grande parte graças ao seu trabalho.

Também poderás gostar de: