Notícias PC

Kingdoms of Amalur Reckoning: Requisitos Revelados

Kingdoms of Amalur Reckoning: Requisitos Revelados

 Kingdoms Of Amalur: Reckoning chega no próximo dia 10 de Fevereiro, este RPG de ação foi obra da Big Huge Games e destaca-se pelos seus visuais extraordinários e por adicionar algumas novidades ao género.

Existem três classes (Warrior, Rogue e Wizard) porém o sistema de talentos permitirá ao gamer criar uma classe híbrida, um warrior/rogue ou um rogue/warrior, ou seja, será possível criar uma personagem bastante original.  Kingdoms Of Amalur: Reckoning parece ter qualidade e a boa notícia é que os requisitos são relativamente acessíveis:

[tabs tab1=”Requisitos Mínimos:”] [tab]

OS:
Windows XP com Service Pack 3
Windows Vista com Service Pack 2
Windows 7 com Service Pack 1

CPU:
Intel Core2 Duo (ou equivalente) a correr a 2.2GHz ou mais
AMD Athlon 64 X2 5000+ (or equivalent) a correr a 2.6GHz ou mais

RAM:
Pelo menos 1 GB no Windows XP
Pelo menos 2 GB no Windows Vista e Windows 7

Disco:
Pelo menos 10.5 GB de espaço livre

Placa Gráfica:
NVIDIA GeForce 8800 GT 512MB ou melhor
ATI Radeon HD3650 512MB ou melhor
Suporte a Pixel Shader 3.0
A resolução mínima suportada é 1280×720

DirectX:
Compatível com 9.0c

[/tab] [/tabs]

[tabs tab1=”Requisitos Recomendados:”] [tab]

OS:
Windows XP com Service Pack 3
Windows Vista com Service Pack 2
Windows 7 com Service Pack 1

CPU:
Intel Core 2 Quad (ou equivalente) running at 2.4GHz ou mais
AMD Phenom X4 (ou equivalente) a correr a 2.6GHz ou mais

RAM:
Pelo menos 3 GB para Windows XP
Pelo menos 4 GB para Windows Vista e Windows 7

Disco:
Pelo menos 10.5 GB de espaço

Placa Gráfica:
NVIDIA GeForce GTX260 1GB RAM ou melhor
ATI Radeon HD4850 1GB RAM ou melhor
Suporte para Pixel Shader 3.0

DirectX:
Compatível 9.0c[/tab] [/tabs]

Será necessária uma ligação de Internet para activar o produto.

Fonte: Fóruns Kingdoms of Amalur: Reckoning

Marcio Olival
O Márcio é uma das forças editoriais da Gaming Portugal, ele também faz um pouco de tudo mas a sua preferência reside nos artigos de opinião. Regra geral ele não é comedido nas palavras, porém em vez de optar pela dureza extrema ele opta quase sempre pelo sentido de humor.

Também poderás gostar de: