Artigos Nintendo

Nintendo Switch Chega Com Melhor Jogo Desta Geração?

zelda-switch

Amanhã é o dia de lançamento da Nintendo Switch, uma consola híbrida que é simultaneamente uma portátil e uma consola tradicional. Os princípios basilares da companhia continuam a ser os mesmos de sempre e na defesa de que “é o bom software que vende hardware” a Switch chega ao mercado acompanhada (mas não em bundle) por aquele que poderá ser o melhor jogo desta geração. É obra!

Já sabemos que a Nintendo Switch não será a consola mais poderosa no mercado, no entanto será seguramente a mais versátil e a mais original. Para os fãs das consolas portáteis arrisco-me a dizer que provavelmente ela será uma compra obrigatória; para os fãs da Nintendo….bom, esses vão comprar a consola porque, lá está, é uma Nintendo.

No entanto para todos os outros gamers, aqueles que já possuem um poderoso PC de gaming ou as grandes consolas PS4 e Xbox One, talvez o “The Legend Of Zelda: Breath Of The Wild” seja a principal razão que justifique uma potencial compra.

E existem razões para um grande entusiasmo?

A resposta curta é “SIM” e a resposta longa…também é “SIM“.

Tornou-se óbvio nos últimos dias que “The Legend Of Zelda: Breath Of The Wild” é um título extraordinário. O jogo acumula análises por este mundo fora cuja nota final “roça” a perfeição e das duas uma: ou os autores destas reviews sofrem todos de uma paixão pelo jogo que lhes turva os sentidos ou Breath Of The Wild é realmente uma obra prima.

Eu estou mais inclinado para a última opção e em retrospectiva acho que até não nos devíamos surpreender muito. Para o bem ou para o mal, o caminho seguido pela Nintendo sempre foi muito claro, os valores da companhia por mais criticados que tenham sido no passado, permanecem mais ou menos intactos e embora isso torne a Nintendo de certa forma previsível, é notável que depois de tantos anos e de alguns altos e baixos ela continue igual a si própria.

The Legend Of Zelda: Breath Of The Wild é digamos o primeiro grande trunfo da Switch, é verdade que pode muito bem ser o primeiro e último, mas isso não invalida o facto de ser um hercúleo primeiro trunfo da companhia para a sua nova consola e uma despedida honrada para a incompreendida Wii U.

Mas será o novo Zelda capaz de justificar o preço elevado da consola?

Não há dúvidas de que Breath Of The Wild é um grande trunfo da Nintendo, mas a minha reflexão muda um pouco de tom quando começo a fazer contas à vida.

A Nintendo Switch é efectivamente uma consola cara, mais cara no seu lançamento do que muitos previram no passado e isso poderá ser uma grande desvantagem para a companhia. Hoje tanto a PS4 como a Xbox One já se encontram à venda a preços mais baixos do que a Nintendo Switch que vai custar 329€.

Quem já possui uma consola poderá ser obrigado a pensar duas vezes antes de se meter em despesas e é aqui que a Nintendo vai ter muito trabalho pela frente.

O novo Zelda será a razão para muitas compras mas a longo prazo a Nintendo Switch precisa não só de ser inovadora como acima de tudo ela necessita de um catálogo extenso composto por muitos títulos “third-party”.

Para já e apesar do seu preço elevado, não nos devemos esquecer que a Switch é uma espécie de 2 em 1 no qual compramos uma consola mas desfrutamos de duas experiências distintas. Quem sabe, talvez isso seja o suficiente para lhe conferir aquele valor adicional que por sua vez será capaz de atrair o interesse de muitas companhias.

Uma coisa é certa, títulos “third-party” são hoje em dia fundamentais para o sucesso de uma nova consola de jogos e mais uma vez eu espero sinceramente que a Nintendo venha com a lição bem estudada depois do que aconteceu com a Wii U.

A Nintendo Switch chega amanhã às lojas e vai custar 329€ sem jogo incluído. Ou seja, se comprarem a consola mais o The Legend Of Zelda: Breath Of The Wild ficará tudo por cerca de 398.99€.

Como alternativa poderão adquirir outro jogo mais barato na eShop da Nintendo Switch, no entanto de acordo com as nossas informações apenas cerca de uma dezena de jogos estarão disponíveis na eShop no dia de lançamento, esse o número deverá no entanto subir substancialmente no decorrer do mês de Março.

Ary Costa
Empresário moderno, o Ary Costa é um daqueles indivíduos multifacetados que se movimenta em diversas áreas de negócio. Ele foi a força fundadora por detrás da Gaming Portugal e conseguiu reunir uma equipa competente e muito unida. É principalmente um elemento que trabalha nos bastidores, embora ultimamente vocês o conheçam pelo seu trabalho no podcast juntamente com a NOX.

Também poderás gostar de: