Opiniões PC

Ride 4: Opinião

Na “preview” Ride 4 deixou-nos as melhores impressões e acreditámos na altura que isso era um excelente prenúncio do que estava para chegar. Mas será que o simulador de duas rodas está à altura de todas as nossas expectativas?

Ride é uma série que tem vindo a evoluir bastante nos últimos 5 anos e Ride 4 foi uma aposta fortíssima por parte da Milestone que decidiu criar tudo de raiz para esta edição. Foi prometida uma evolução considerável no que diz respeito ao realismo e de facto isso foi visível a partir do primeiro momento que começámos a jogar este jogo.

Ride 4 é realista; exigente; desafiante mas nós diríamos que a sua qualidade mais importante é o facto de nunca deixar de ser uma experiência divertida. Ele é talvez, até à data, a melhor representação no mundo dos videojogos da intensidade das corridas em duas rodas que apesar de não serem tão populares como as corridas em quatro rodas na vida real, são infinitamente mais espectaculares.

O grafismo

Quando o assunto é simulação, todos sabemos que a qualidade gráfica é determinante e Ride 4 foi um trabalho moroso e extenso por alguma razão. A Milestone decidiu que o jogo não só iria marcar presença no PC e na geração actual de consolas como também na próxima geração de consolas (PS5 e Xbox Series X).

Nós jogámos a versão do PC que consegue explorar todo o potencial do jogo e de facto ele é um verdadeiro regalo para os olhos. Os modelos das motas são qualquer coisa de extraordinário, o mesmo acontece com as pistas; as sombras; os reflexos e o que é ainda mais surpreendente é que ele nem sequer é um jogo assim tão exigente no PC.

Apesar disso é inegável que computadores de gaming de gamas mais altas conseguirão tirar mais partido de tudo o que Ride 4 tem para oferecer neste departamento e conseguimos imaginar as fantásticas “screenshots” que os jogadores com as máquinas de gaming mais poderosas vão capturar. Para isto muito ajuda a iluminação dinâmica e também as mudanças das condições climatéricas.

À nossa disposição ainda temos muitos itens cosméticos não só para o piloto através de equipamento (capacetes, luvas etc…), mas também para a moto. E como se isso não bastasse o editor vai mais longe e permite-nos desenharmos aquilo que quisermos nas motas, capacetes e nos fatos dos pilotos. Naturalmente todas as criações poderão ser partilhadas online.

No geral nós diríamos que Ride 4 é muito provavelmente uma das melhores utilizações que nós vimos do Unreal Engine e não temos dúvidas que ele será também impressionante nas consolas da próxima geração.

A jogabilidade

Não é fácil traduzir a potência das duas rodas para o mundo dos videojogos numa experiência que pretende acima de tudo simular. Sim o realismo é muito importante, mas se é de realismo que estamos a falar é igualmente importante que o jogador sinta efectivamente o poder de uma mota de corridas.

Felizmente a jogabilidade de Ride 4 não desilude e é capaz de proporcionar momentos de velocidade vertiginosa sem nunca comprometer a experiência de simulação. É uma jogabilidade que requer habituação, mas que é altamente recompensadora quando finalmente começamos a conseguir dominar curvas e a levar os motociclos ao seu limite.

Ride 4 é um simulador, isto significa que carrega consigo uma grande dose de realismo e para quem nunca jogou um jogo de corridas de motociclos, será necessário algum tempo e prática principalmente para atinar com os tempos de travagem. Não é uma tarefa fácil sobretudo nas motas mais poderosas, mas no início o jogo faz questão de não nos “meter nas mãos” um daqueles “monstros nervosos” para não nos espalharmos ao comprido na primeira curva difícil que encontrarmos.

A sensação de poder também está muito conseguida e são muitos os momentos em que conseguimos sentir nas mãos o poder explosivo de uma mota de corridas. Nós recomendamos a utilização de um comando porque Ride 4 não é de todo um título para ser jogado com o “setup” teclado+rato. Nada disso, estamos perante um jogo que exige muito trabalho de precisão que só mesmo um comando é capaz de proporcionar.

Apesar da componente de simulação Ride 4 é talvez um dos simuladores mais “amigos” dos novos jogadores. Para atenuar um pouco o realismo extremo que pode ser desconfortável para novatos, Ride 4 conta com muitas ajudas, uma das mais importantes é o sistema da “rewind” que permite recuar atrás no tempo e voltar a repetir por exemplo aquela curva mais difícil onde perdemos o controle. É claro que nem sempre esse sistema está disponível, mas quando isso não acontece temos por exemplo algum auxilio a nível de travagem e tracção que nos facilita a vida.

As ajudas estão activas por defeito cabendo ao jogador decidir quais as que quer manter ou desactivar. Com menos ajudas temos mais realismo mas também uma jogabilidade consideravelmente mais difícil na qual o mínimo deslize é a “morte do artista“.

O Som

A potência de uma mota de corridas é lendária, o seu arranque; a sua natureza explosiva; as inacreditáveis velocidades atingidas em espaços reduzidos e o poder de travagem necessitam de uma boa “tradução sonora” para o mundo dos videojogos porque tornam a experiência mais realista.

O que pode parecer um pequeno detalhe é na realidade um aspecto muito importante e felizmente Ride 4 não se esqueceu deste pormenor. O som dos motores está fenomenal e por exemplo a diferença entre uma mota menos poderosa e um “colosso” é claramente audível.

Dá um gozo especial ouvir a mota a ser levada a extremos, ou quando através do som conseguimos sentir o peso de uma redução de velocidade mais intensa numa curva apertada. São pequenos pormenores mas que transformam por completo a experiência de jogo e no caso de Ride 4 colocam-no à frente da concorrência.

A campanha

A campanha do jogo começa sem grande exigência e nas primeiras corridas coloca os jogadores na maior parte das vezes a correrem contra o tempo em motas mais lentas. É uma boa oportunidade para ires conhecendo o jogo e encontrares um estilo de condução que se adapte às tuas necessidades.

A pouca exigência inicial é sobretudo benéfica para os novatos que estão a explorar pela primeira vez um simulador de corridas de duas rodas. A campanha utiliza também o habitual sistema de pontos que são atribuídos consoante os resultados obtidos, por exemplo um primeiro lugar na corrida garante mais pontos do que um segundo ou terceiro lugar.

A campanha é relativamente extensa, começamos nas regionais e vamos subindo até chegarmos às grandes competições. Com novos campeonatos também chega mais exigência e a inteligência ANNA (Artificial Neuro Network Agent) encarrega-se de tornar a nossa vida um “inferno” quando a competição se torna mais feroz.

O novo modo “Endurance” é uma das novidades desta nova edição e é um dos maiores desafios porque não só exige que os jogadores sejam bons pilotos como tenham pensamento estratégico para conseguirem gerir o combustível, os pneus e as paragens nas boxes.

A experiência a solo é muito boa e uma excelente preparação para a competição mais intensa do modo de multijogador.

O multijogador

O multijogador é o derradeiro modo de jogo e no fundo onde será possível encontrar competição ao mais alto nível. Naturalmente é recomendado aos novos jogadores primeiro que completem a campanha como preparação, porque o jogo online encontra-se noutro patamar.

Há veteranos espalhados por este mundo fora que são verdadeiro especialistas apaixonados pela competição em duas rodas. Por isso mesmo o nível de competição por vezes pode ser altíssimo com os novos jogadores a ficarem a milhas do primeiro lugar.

Dito isto ainda existe a opção de jogos privados para onde podes convidar jogadores que estejam no mesmo nível e dessa forma teres uma experiência mais equilibrada e divertida.

E se for treino que precisas, é muito provável que alguns jogadores criem salas com esse objectivo para partilharem conhecimentos.

A excelência da simulação em duas rodas

No que a simuladores de corridas de motas diz respeito e na nossa opinião, Ride 4 oferece a experiência mais robusta e divertida do mercado. Ele permanece fiel às suas raízes de simulação mas não esquece que enquanto videojogo precisa de ser também uma experiência divertida e entusiasmante.

A aposta da Milestone revelou-se acertada, Ride 4 é um simulador de grande qualidade e tu poderás adquiri-lo a partir de hoje no PC, PS4 e Xbox One. O jogo marcará também presença na PS5 e Xbox Series X, mas só a partir do dia 21 de Janeiro de 2021.

A potência das duas rodas nunca foi tão real!

Ride 4 é um simulador que nunca descura a componente de divertimento. A potência e a natureza explosiva dos grandes motociclos na vida real foi traduzida com mestria nesta nova edição de Ride que não só é um grande jogo de corridas de motas como um dos melhores simuladores actualmente disponíveis no mercado.

9
Recomendado:
9

Adepto do ar livre e dos desportos radicais, nós nunca sabemos se no próximo fim-de-semana ele não irá longe demais, levando a equipa a ficar com um elemento a menos. Quer dizer, o exercício é uma coisa boa, mas quando isso envolve quedas de grandes alturas ou escaladas perigosas, talvez seja melhor ficar em casa a jogar videojogos.

Ele foi a força fundadora por detrás da Gaming Portugal e conseguiu reunir uma equipa competente e muito unida. É principalmente um elemento que trabalha nos bastidores, embora ultimamente vocês o conheçam pelo seu trabalho no podcast juntamente com a NOX e nas transmissões ao vivo.

Também poderás gostar de:

 
Subscrever
Notificações de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Partilha tua opinião, comenta.x
()
x