Indie Report Jogos Indie Notícias PC

River City Ransom Underground: Indie Report

River City Ransom Underground

River City Ransom Underground é a continuação de um título que ficou na história no mundo dos videojogos, o River City Ransom. Com data de lançamento marcada para o próximo dia 27 de Fevereiro este é um jogo que promete trazer consigo a magia do popular franchise “Kunio-kun”.

O primeiro River City Ransom é um beat ’em up de mundo aberto que foi lançado para a NES no cada vez mais distante ano de 1989. Sim é verdade, ainda estávamos nós no final dos anos 80 e já se faziam jogos de mundo aberto.

De qualquer forma, o jogo original fez história no mundo dos videojogos e até hoje é tido como uma referência do seu género. É por isso que o River City Ransom: Underground foi recebido com tanto entusiasmo e depois de uma campanha bem sucedida no Kickstarter todos sabiam que eventualmente o jogo se tornaria uma realidade.

Com um estilo visual em arte pixel que se mantém fiel ao jogo original, River City Ransom: Underground prepara-se para começar a proporcionar a partir do próximo dia 27 muitos momentos de diversão com grandes sessões de pancadaria pelo meio.

O jogo vai contar com um modo de cooperação e outro de death match em arena onde poderão participar até 4 jogadores. Estarão também à nossa disposição 10 personagens jogáveis que podemos escolher para jogarmos o modo de história; 140 níveis para explorar; 22 lojas para fazermos upgrades às nossas personagens e muito mais.

River City Ransom: Underground conta ainda com uma banda sonora recheada de nostalgia que combina na perfeição com o belíssimo trabalho artístico em arte pixel.

A partir do próximo dia 27 de Fevereiro vais poder descobrir se este jogo realmente está à altura das expectativas e do entusiasmo que se gerou à volta dele, até lá fica com o trailer e se ele te interessar podes aproveitar para o adicionares à tua lista de desejos na Steam.

Diogo Mota
O Diogo é o organizador, todo o conteúdo do website passa de uma forma ou de outra pelas suas mãos, ele certifica-se que os padrões de qualidade são sempre altos e se a Gaming Portugal é hoje uma máquina relativamente bem oleada, isso acontece em grande parte graças ao seu trabalho.

Também poderás gostar de: