Notícias PC PS3 Xbox 360

Saint’s Row 4: Ser Ridículo e Infantil Por Vezes Compensa

Saint's Row 4: Ser Ridículo e Infantil Por Vezes Compensa

No final de 2011 Saint’s Row: The Third foi uma agradável surpresa no mundo do gaming, inspirado na fórmula do GTA mas levando-a ao exagero, provavelmente antes do lançamento poucos conseguiriam adivinhar que ele seria tão bem sucedido. O que é certo é que os gamers gostaram muito do que viram e Saint’s Row 4, que até começou como uma expansão do terceiro, vai continuar a fazer da idiotice o seu ponto forte.

Não há mal nenhum em ser-se um pouco ridículo num videojogo, porém quando a nossa personagem pode transportar consigo um vibrador gigante e agredir pessoas com ele, está-se a correr riscos, muitos riscos. A Volition estava consciente dos perigos, mas em nome da diversão optou por avançar e isso revelou-se como uma das melhores decisões da sua existência.

O sucesso do terceiro título veio ajudar a consolidar a série de jogos como uma das mais divertidas dos últimos anos e eis que chegamos ao quarto jogo. Em entrevista à OXM, Jim Boon o produtor sénior do jogo, afirmou que embora alguns tenham criticado o exagero e infantilidade de Saint’s Row: The Third, ele não acredita que isso prejudique as vendas.

Muito pelo contrário, parece-me a mim que é precisamente essa infantilidade e estupidez que diverte tanto os gamers. A Volition decidiu explorar os limites do ridículo e o que nós ficámos a aprender no último jogo é que eles podem ser sempre ultrapassados desde que nos divirtam.

A indústria, alguns gamers e principalmente os críticos não se podem esquecer que um videojogo é uma forma de entretenimento, é verdade que uns são mais artísticos do que outros, mas invariavelmente o seu principal objetivo é o de entreter o gamer.

É muito simples, Saint’s Row 4 continuará a ser exagerado, deliciosamente infantil e continuará a ter uma multidão de fãs com vontade de o jogar.

Obrigado, OXM

Helio Costa

Apesar de ser editor, juntamente com o Diogo encarrega-se de gerir toda a equipa, é uma espécie de terceiro “boss” que muitas vezes acaba por ser o primeiro. Para além de escrever para o website ele é responsável pela verificação de conteúdo e por corrigir muitas das falhas que nós cometemos quando queremos trabalhar rápido demais.

Também poderás gostar de: