Indie Report Jogos Jogos Indie Opiniões PC

Sir Lovelot: Opinião

Veste a pele do Sir Lovelot e tenta encontrar o amor da tua vida neste jogo de plataformas 2D de precisão que parece ser um candidato natural para “speedruns”.

Sir Lovelot é um pequeno e charmoso jogo de plataformas 2D de precisão que vai buscar inspiração à era dos 8bit para proporcionar uma experiência com base na simplicidade. Ele é mais uma prova de que as experiências estilo “retro” continuam muito populares e chega no próximo dia 03 de Março para tentar conquistar o seu espaço.

O jogo vai marcar presença no PC; PS4; PS5; Xbox One e na novíssima Atari VCS, sendo que esta versão em particular na qual incide a nossa opinião é a versão do PC.

Sir Lovelot é simples e vai directo ao assunto, por isso que tal fazermos o mesmo com a nossa opinião?

Salta, salta e salta

Sir Lovelot é um clássico de plataformas 2D, isto significa que os saltos são parte integrante de toda a experiência e a sua boa execução é a chave para o sucesso.

Escusado será dizer que é altamente recomendada a utilização de um comando e se é verdade que os controles no teclado não são nada maus, é com um comando que conseguirás tirar partido de tudo o que ele tem para oferecer.

Para além disso Sir Lovelot é um jogo de plataformas de precisão, o que essencialmente significa que uma falha de pequenos milímetros será sempre punida com a derrota.

E quando é precisão em plataformas que se procura, não há melhor forma de controlar as operações do que com a utilização de um comando.

A jogabilidade é simples e para além do controle de direcção (esquerda, direita) existem mais dois botões, um para a realização dos saltos (salto normal e duplo salto) e o outro que emite uma espécie de disparos com os quais podemos atacar os inimigos.

Os controles são de facto extremamente precisos e essa é uma das grandes qualidades de Sir Lovelot. A precisão exige mais “skills” da parte do jogador, mas por outro lado é altamente recompensadora quando somos bem sucedidos.

O jogo é por isso mesmo difícil, mas não é uma daquelas dificuldades imperdoáveis ao estilo de um Super Meat Boy. Pelo contrário, existem “checkpoints” durante os níveis que garantem progressão e quando destruímos um inimigo ele não volta a fazer “respawn” após a nossa morte.

Embora a última metade do jogo seja mais desafiante o objectivo não é apenas completar os níveis, mais do que isso, o principal desafio nesta experiência é fazê-lo o mais rápido possível.

O tempo das sessões de jogo é marcado por um temporizador e se és fãs de “speedruns” Sir Lovelot é o candidato ideal. A precisão da jogabilidade permite estudar cada pequena manobra que realizamos e os jogadores mais minuciosos vão encontrar os caminhos mais rápidos para a vitória.

A arte pixel no seu melhor

Inspirado nos clássicos 8bit, Sir Lovelot é artisticamente um bom trabalho. Os cenários são recheados de cor, as animações são excelentes e nós gostamos especialmente do registo humorístico que nos fez esboçar sorrisos ao longo de toda a experiência.

Nota-se que embora seja um título modesto e acreditamos nós sem grandes pretensões, foi dada uma enorme atenção aos pequenos detalhes, e ainda bem que assim é, porque isso ajuda-o a distinguir-se da concorrência.

A acompanhar o excelente trabalho artístico está também uma banda sonora que encaixa perfeitamente na experiência. No geral Sir Lovelot é um daqueles jogos que é difícil pousar quando o começamos a jogar e foi uma agradável surpresa para nós.

A sua longevidade é decente, são 4 a 6 horas para completar todos os níveis, um pouco menos para quem só quer chegar ao final sem se preocupar com os coleccionáveis. É verdade que poderia ser um pouco maior, no entanto nós acreditamos que a busca de melhores tempos é motivação mais do que suficiente para justificar o regresso ao jogo e estender a sua longevidade muitas horas.

A nossa recomendação é que jogues ao teu ritmo na primeira vez que completares o jogo e depois que te dediques então à velocidade. Mesmo que não sejas um “speedrunner” vais encontrar um prazer especial quando tentares completar os níveis o mais rápido que conseguires.

A precisão da jogabilidade é perfeita para que os jogadores encontrem a sua cadência e temos a certeza que haverá muitos “pros” a registarem tempos incríveis.

No vídeo de cima podes assistir a cerca de uma hora de jogabilidade para teres uma ideia do que é o Sir Lovelol e de como a dificuldade escala com alguma progressão.

Como já referimos anteriormente, não se trata de uma experiência muito difícil devido aos inúmeros “checkpoints” existentes, mas como é habitual em jogos de plataformas de precisão, o erro faz parte da experiência e isso pode gerar alguma frustração.

Uma boa compra a preço baixo

Por apenas €9,99 Sir Lovelot consegue oferecer uma experiência completa e um jogo de plataformas consistente do principio ao fim. Os fãs do género vão apreciar a sua inspiração nos clássicos de 8bit bem como os controles precisos que ele proporciona.

Com um enorme potencial para “speedruns” nós acreditamos que a comunidade vai pegar nele e registar tempos inacreditáveis e mal podemos esperar para vermos os vídeos no Youtube.

Por vezes jogos destes oferecem-nos uma nova perspectiva e mostram-nos com clareza que uma pequena e despretensiosa ideia, quando bem executada, pode ser muito divertida. Por um preço tão baixo Sir Lovelot oferece muitas horas de entretenimento e isso para nós chega e sobra.

Última atualização: Março 1, 2021 às 19:14

Simples, divertido e viciante

Pequeno e despretensioso Sir Lovelot aposta na simplicidade para oferecer uma charmosa aventura 8bit que exige precisão em todos os momentos. Disponibilizado a um preço acessível esta é uma compra recomendada sobretudo para quem é fã de jogos de plataformas.

7.7
Recomendado:
7.7

Adepto do ar livre e dos desportos radicais, nós nunca sabemos se no próximo fim-de-semana ele não irá longe demais, levando a equipa a ficar com um elemento a menos. Quer dizer, o exercício é uma coisa boa, mas quando isso envolve quedas de grandes alturas ou escaladas perigosas, talvez seja melhor ficar em casa a jogar videojogos.

Apesar de ser editor, juntamente com o Diogo encarrega-se de gerir toda a equipa, é uma espécie de terceiro “boss” que muitas vezes acaba por ser o primeiro. Para além de escrever para o website ele é responsável pela verificação de conteúdo e por corrigir muitas das falhas que nós cometemos quando queremos trabalhar rápido demais.

Também poderás gostar de:

Subscrever
Notificações de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ESTAMOS AGORA AO VIVO!
AO VIVO na Twitch todos os dias!!
0
Partilha tua opinião, comenta.x
()
x