Artigos PC

Sistemas de DRM e Problemas num Futuro Próximo

Muito se tem falado ultimamente nos sistemas de DRM (em inglês Digital Rights Management) e a sua natureza restritiva. Denuvo é o nome que mais se tem ouvido mas a tecnologia que até já chegou a ser temida não está a revelar-se tão eficaz como muitas companhias esperavam. Pior do que isso são os compradores legítimos de videojogos que estão a ser prejudicados com ela e advinham-se potenciais problemas num futuro próximo.

Estamos em 2017 e já lá vão quase três anos deste que a tecnologia Denuvo foi apresentada ao mundo como impossível de ser “crackada”. No entanto e como nós gamers sabemos melhor do que ninguém, é precisamente no momento em que se profere a palavra “impossível” que algures, alguém decide aceitar o desafio e provar que a impossibilidade não é mais do que um conceito de conformistas.

Quase três anos depois e o célebre “Denuvo Anti-Tamper” já foi “quebrado” tantas vezes que qualquer pessoa razoável tende a questionar a sua eficácia. O caso mais recente é o da versão do PC do Sonic Mania (um excelente jogo por sinal) que usa esta mesma tecnologia, mas que 8 dias depois do seu lançamento no PC já se encontra disponível nos “trackers”.

Oito dias foi o tempo que demorou para que eventualmente alguém “passasse por cima da protecção”. Oito dias extra foi o tempo que a “super-tecnologia” de combate à pirataria conseguiu oferecer a este jogo…parece pouco.

A realidade é que Denuvo neste momento é uma tecnologia que faz mais mal do que bem e a ironia de tudo isto é que os principais prejudicados são aqueles que compram videojogos.

Veja-se este exemplo recente com o jogo Rime que aquando do seu lançamento no mercado também utilizava a tecnologia Denuvo. Pois bem, a pessoa que crackou o jogo revelou que a tecnologia estava a afectar a performance chegando mesmo a afirmar:

“(…) e vocês admiram-se que os loadings sejam tão longos (…)”

Aliás foi a própria Tequila Works (criadores de Rime) a remover a tecnologia do seu jogo num update após a mesma ter sido ultrapassada. De acordo com os jogadores, os loadings estão agora mais rápidos.

O problema é que a tecnologia Denuvo parece estar neste momento mais focada no combate à pirataria do que naqueles que compram jogos. O resultado é uma tecnologia de eficácia duvidosa que apenas oferece alguns dias extra aos jogos até que eles sejam inevitavelmente “crackados”.

A tecnologia DRM pode ser um problema sério para os gamers de PC, por exemplo ser cliente de um serviço como a Steam por vezes assusta-me quando penso que tenho centenas de jogos vinculados à minha conta. Afinal de contas a Steam é uma espécie de sistema de DRM, a grande diferença é que a Valve parece estar mais preocupada em melhorar a experiência para os seus clientes do que em combater a pirataria.

Os tempos modernos são assim, nós vivemos na era digital e apesar de existirem vantagens também existem muitas desvantagens. O melhor conselho que posso deixar para ti que estás a ler este artigo é: “diversifica“. Não te esqueças que existem outras plataformas de distribuição digital como a GOG.com que não possui no seu catálogo jogos com DRM.

Paulo Figueiredo

O Figueiras é um elemento fundamental do Gaming Portugal e a figura mais respeitada da equipa. A sua vida atarefada e cheia de responsabilidades impede-o de acumular uma posição de maior destaque, embora mesmo se tivesse essa oportunidade o mais certo era ele recusá-la. A sua participação no Gaming Portugal é motivada principalmente pelo gosto por gaming e dá-lhe um prazer especial saber que nesta casa a “independência” é uma característica definidora.

Também poderás gostar de: