Notícias PC PS3 Xbox 360

Source 2: Um Mero Update

Source 2: Um Mero Update

Source, o motor gráfico da Valve é sobejamente conhecido no mundo do gaming – principalmente no PC – por se tratar de um motor extremamente bem construído e adaptável. Ele também é conhecido por são ser propriamente exigente, mas o que é visto como uma má notícia por parte dos “graphic freaks“, para todos os outros é uma boa notícia.

Portal 2 é a prova de que um jogo pode correr num motor gráfico antigo e ser uma verdadeira obra de arte. Neste jogo o motor levou claramente um upgrade, update ou o que lhe quiserem chamar, sim é verdade que continua a ser Source, mas parece ser manifestamente mais poderoso que o seu antecessor. Mesmo assim a segunda edição de Portal é tudo menos exigente no departamento gráfico, o que resultou em algumas críticas por parte de gamers que queriam mais.

Em entrevista à GamingLives, Chet Faliszek da Valve desdramatizou a situação:

Nós atualizámos recentemente o Source, não o substituímos. Algumas pessoas podem dizer que é o Source 2 ou o que quiserem, mas para nós foi uma forma fácil de o manter e compreender as ferramentas que temos à nossa disposição. Quando se substitui um motor gráfico, está-se a substituir ferramentas e a forma como as pessoas trabalham, é necessário um trabalho adicional para que todos aprendam a trabalhar com o novo motor.

Ao que parece a Valve não tem muita pressa para criar um novo motor gráfico, pelo contrário optou e bem por updates. O motor gráfico que vemos continua a ser o mesmo, apesar de mais adaptado aos tempos modernos.

  • Se nós podemos criticar isso?

Não me parece, Portal 2 por exemplo foi um dos melhores jogos de 2011, aliás um dos melhores de todos os tempos. Quanto mais não seja este é um exemplo a seguir, a prova de que as companhias devem perder menos tempo a desenvolver novos motores gráficos e mais tempo a criar jogos que sejam realmente bons.

Fontes: PC Gamer, GamingLives

Paulo Figueiredo
O Figueiras é um elemento fundamental do Gaming Portugal e a figura mais respeitada da equipa. A sua vida atarefada e cheia de responsabilidades impede-o de acumular uma posição de maior destaque, embora mesmo se tivesse essa oportunidade o mais certo era ele recusá-la. A sua participação no Gaming Portugal é motivada principalmente pelo gosto por gaming e dá-lhe um prazer especial saber que nesta casa a “independência” é uma característica definidora.

Também poderás gostar de: