Opiniões PC

Unrailed!: Opinião

Unrailed! é mais um daqueles pequenos jogos casuais com uma forte componente de cooperação e no qual tu te poderás juntar com os teus amigos para que juntos construam caminhos de ferro para um comboio imparável.

Na vida real um comboio que nunca pára seria muito desafiante nos embarques e desembarques, no entanto em Unrailed! esse é o objectivo principal da experiência. Este pequeno jogo é mais uma experiência que se faz valer da simplicidade e sobretudo da experiência cooperativa.

E por falar em cooperação, é importante realçar que Unrailed! é um género de jogo que só faz sentido como experiência partilhada. Isto significa que é altamente recomendado que encontres um grupo de amigos dispostos a jogarem contigo aí em casa no modo local ou que estejam interessados em comprar eles próprios o jogo para a experiência online.

A jogabilidade

A jogabilidade é muito simples e construir caminhos de ferro à primeira vista pode parecer fácil, contudo só as equipas mais organizadas serão capazes de serem bem sucedidas. Os jogadores utilizam picaretas para reunirem pedra, machados para a madeira e necessitam de reunir estes recursos de forma a aumentarem a linha férrea.

A tarefa torna-se mais desafiante devido aos incêndios que podem ser despoletados por sobreaquecimento e já dá para imaginar o caos que é quando quatro pessoas estão aos gritos umas com as outras para que os incêndios sejam apagados o mais rápido possível.

Nós jogámos a versão do PC na qual utilizámos o setup teclado+rato e depois de uma pequena introdução aos controles “mergulhámos” de imediato na acção. Os controles são incrivelmente simples e é bom que assim seja porque como qualquer outro jogo de cooperação desta natureza, há uma tendência natural para a confusão e demasiada complexidade nos controles resultaria num desastre ainda maior durante as primeiras sessões de jogo.

A coordenação é o truque para a vitória mas demora o seu tempo até que uma equipa seja capaz de funcionar como uma “máquina bem oleada”. Tudo vai depender da vontade de cada um dos jogadores e a nossa experiência diz-nos que nas primeiras sessões há sempre alguém que decide estragar os planos só porque se diverte com o desespero dos outros colegas.

De resto é muito divertido quando um pequeno erro deita por terra toda a estratégia e no início não demora muito até que na mínima adversidade todos abandonem as suas posições para tentarem resolver o problema e claro, isso só gera problemas ainda maiores.

É inegável que do ponto de vista da jogabilidade a experiência é divertida e até uma certa medida viciante. Porém também se torna repetitiva demasiado rápido e digamos que Unrailed! não é um daqueles jogos que um grupo de amigos será capaz de jogar todos os dias da semana.

O grafismo

A simplicidade de Unrailed! reflecte-se no seu visual que é também ele relativamente simples. A câmera oferece-nos uma perspectiva isométrica e os cenários são coloridos e desenhados ao estilo de blocos.

Os cenários são gerados aleatoriamente, o contribui para alguma variedade e sobretudo imprevisibilidade porque nunca sabemos o que nos vai calhar. Existe o ciclo dia e noite e no geral no departamento gráfico não há nada de muito negativo a apontar mas a verdade é que também não há nada que seja particularmente digno de registo.

Visualmente pode-se dizer que Unrailed! cumpre e não desilude para um jogo casual do qual também nós não esperávamos muito neste departamento.

A longevidade

Há muito divertimento nesta pequena experiência e para isso muito ajuda a simplicidade do conceito. No entanto nós não acreditamos que esta é uma daquelas experiências recorrentes de cooperação à qual os jogadores vão dedicar centenas ou milhares de horas.

Existe alguma variedade no que diz respeito a mapas, a cooperação também suporta a experiência durante algum tempo mas a realidade é que não demora assim tanto até a experiência se tornar repetitiva.

Quando o desafio da coordenação é superado e uma equipa consegue progredir com mais sucesso, a única coisa que resta é o modo “endless” ou o inevitável embate de multijogador de (2 vs. 2). Mesmo assim e no que diz respeito à jogabilidade a variedade deixa muito a desejar e embora a experiência seja memorável, nós achamos que ela é desnecessariamente curta.

Mais biomas seria uma boa adição a curto/médio prazo bem como novas mecânicas de jogabilidade.

A cooperação

A cooperação é logicamente o ponto mais forte e também a principal razão que pode levar um jogador a apostar neste jogo. Seja em modo local ou online, tu poderás e deverás desfrutar deste jogo com amigos.

A experiência de cooperação é deliciosamente caótica quando não existe grande coordenação na equipa e altamente recompensadora quando finalmente todos trabalham rápido e bem. Mesmo naqueles momentos em que a derrota está iminente é possível retirar uma grande dose de divertimento.

É verdade que não demora muito até que a experiência se torne demasiado repetitiva, no entanto até chegar a esse ponto a diversão é sempre garantida.

De resto e como já referimos, a cooperação é mesmo a única razão que poderá justificar a compra, por isso certifica-te antes de comprares este jogo que os teus amigos estão dispostos a alinhar na experiência, caso contrário não será um bom investimento.

Dito isto também é importante realçar novamente que apesar de Unrailed! ser uma experiência de jogo sólida, existem dentro deste género títulos de cooperação casuais bem mais completos no mercado.

Divertido mas torna-se repetitivo rápido demais

Unrailed! é uma experiência de cooperação divertida mas que no entanto está uns furos abaixo das grandes referências dentro do seu género. Apesar disso ele consegue proporcionar alguns momentos verdadeiramente memoráveis e que serão mais do que capazes de arrancar muitas gargalhadas dos jogadores.

6
Recomendado:
6

Apesar de ser editor, juntamente com o Diogo encarrega-se de gerir toda a equipa, é uma espécie de terceiro “boss” que muitas vezes acaba por ser o primeiro. Para além de escrever para o website ele é responsável pela verificação de conteúdo e por corrigir muitas das falhas que nós cometemos quando queremos trabalhar rápido demais.

Adepto do ar livre e dos desportos radicais, nós nunca sabemos se no próximo fim-de-semana ele não irá longe demais, levando a equipa a ficar com um elemento a menos. Quer dizer, o exercício é uma coisa boa, mas quando isso envolve quedas de grandes alturas ou escaladas perigosas, talvez seja melhor ficar em casa a jogar videojogos.

Também poderás gostar de:

 
Subscrever
Notificações de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Partilha tua opinião, comenta.x
()
x