Notícias PC PS3 Xbox 360 2

Medal of Honor Warfighter: Previsão De Vendas Desapontante

Será que estou a ir longe demais ao afirmar que Medal of Honor: Warfighter foi um dos jogos que mais impressionou na última edição da E3? A verdade é que para o analista da Cowe, Doug Creutz independentemente do jogo ser bom ou mau, as suas vendas serão afetadas pelo fracasso do seu antecessor.

Em 2010 um novo Medal of Honor prometia fazer concorrência de peso ao próximo Call Of Duty, mas o jogo que gerou entusiasmo não se apresentou à altura das expectativas e acabou relegado para segundo plano. Agora a poucos meses do lançamento agendado para dia 23 de Outubro, Medal of Honor: Warfighter prepara-se para tentar conquistar a confiança dos gamers. Não será fácil…

O analista suportou a sua análise num estudo com base na Amazon e estima que no primeiro trimestre o jogo vai conseguir vender apenas 1.4 milhões de cópias, uma revelação que não deve ter deixado nada satisfeitos os investidores.

Mas as más notícias para a Electronic Arts não se ficam por aqui, Creutz também prevê que o número de subscritores em Star Wars: The Old Republic vai descer de forma dramática para os 500 mil.

Obrigado, Forbes

Análise Do Gaming Portugal:

Não é nada anormal os gamers “torcerem o nariz” perante Medal of Honor: Warfighter e não há dúvidas que o Medal Of Honor de 2010 não ajuda. Existem duas fases nos novos jogos, a do lançamento que é semelhante a um “sprint” onde se pretende vender o máximo possível num curto espaço de tempo e depois segue-se uma “maratona” onde se vai verificar se de facto o jogo tem o que é preciso para continuar a ser bem sucedido durante muito mais tempo.

Com isto quero dizer que um lançamento mais modesto não precisa de ser encarado com um pessimismo excessivo, se há uma coisa que a indústria nos ensinou é que se um jogo for bom, eventualmente todos o vamos comprar. O importante nesta fase é tentar garantir que o produto final é o melhor possível e com a ajuda do Frostbite 2 isso parece-me perfeitamente possível. Depois é continuar a trabalhar para que todos os gamers que estavam “de pé atrás” se cheguem à frente e façam a sua compra.

Ninguém sabe se Warfighter será o jogo que todos esperamos que seja, nesta altura apenas o podemos apelidar de prometedor e apesar de não chegar para que ele entre no grupo das compras obrigatórias do ano, não deixa de ser uma boa notícia.

No que diz respeito a SWTOR, a conclusão a que chegamos na nossa review é que se tratava apenas de mais um MMO e como tal a previsão da queda do número de subscritores não surpreende. Quando mais não seja vem dar força à ideia de que a passagem para free-to-play é mesmo inevitável.

Marcio Olival

Marcio Olival

Editor em Gaming Portugal
O Márcio é uma das forças editoriais da Gaming Portugal, ele também faz um pouco de tudo mas a sua preferência reside nos artigos de opinião. Regra geral ele não é comedido nas palavras, porém em vez de optar pela dureza extrema ele opta quase sempre pelo sentido de humor.
Marcio Olival

Últimos posts por Marcio Olival (exibir todos)

Também poderás gostar de:

  • Revoltoso_78

    Discordo completamente. Pessoalmente adorei o M.O.H. 2010.
    M.O.H. Warfighter foi eleito o melhor jogo da E3 e muito possivelmente será o shooter do ano, tal como aconteceu com o Battlefield 3 o ano passado.
    M.O.H., BF3 e C.O.D. são três jogos distintos e acho que já era altura de se acabar com as comparações entre eles. Sou Premium Player no Battlefield, o mês passado saiu mais uma expansão e em Dezembro haverá já outra mas de qualquer forma não resisto a adquirir este titulo no dia do seu lançamento.
    Já agora gostaria de dizer que o que faz de um jogo bom ou mau não é a quantidade de cópias vendidas.

  • Metras

    Nao concordo .passou o mesmo com o Bad company e o bf3 esta actualmente forte ja existe alguns clans com o jogo comprado e despois de ver lanparty com o warfighter cremos que sim vai ser um bom jogo o problema è a crise em portugal que venha o Natal 🙂