Artigos

Previsões: O Gaming Em 2013

Previsões: O Gaming Em 2013

O ano de 2012 está a chegar ao fim, já se sabe que 2013 vai trazer mais crise para Portugal e isso vai necessariamente afectar o gamer português. Adivinha-se mais um ano complicado para todos e se em 2012 era importante fazer compras inteligentes, essa será indubitavelmente uma máxima que fará todo o sentido durante 2013.

No ano passado nós publicámos um artigo de previsões, hoje vamos mais uma vez olhar para o futuro e não só tentar prever o que se vai passar, como também ajudar os nossos leitores a estarem melhor preparados para o que vem por aí.

[sws_divider_basic]

Índice

[sws_divider_basic]

  • 1. A Nova Geração De Consolas

consolas

Tanto a Sony como a Microsoft já parecem estar a trabalhar nas suas próximas grandes consolas, a PS4 e a Xbox 720. Os seus nomes finais ainda ninguém pode adiantar, o que se sabe é que elas serão consideravelmente mais potentes que as suas antecessoras.

Para já existem várias incógnitas no que diz respeito a estas novas consolas, por exemplo a estratégia da Sony costuma basear-se numa aposta forte em evolução tecnológica, o que lhe permite apresentar um produto de enorme qualidade capaz de superar a concorrência mas que nos custa “os olhos da cara“, já a Microsoft soube-se antecipar na geração anterior e isso acabou por lhe garantir uma liderança que se tem vindo a dissipar no final do ciclo de vida das consolas atuais.

A Nintendo por sua vez voltou a antecipar-se, a Wii U já anda por aí embora alguns analistas afirmam que ela é despontante e que poderá mesmo fracassar em 2013. É muito complicado tentar fazer previsões quando não temos sequer vislumbres de como serão as novas consolas da Sony e Microsoft, mas num mercado onde ninguém gosta de ficar a perder o mais provável é que ambas as marcas apresentem máquinas poderosas a impressionantes.

Existem também fortes probabilidades para que as consolas de próxima geração sejam ainda mais parecidas com um PC, um pouco anticlimático se nos lembrarmos que muitos dos gamers de consolas não querem ter nada a ver com computadores, mas eles que se preparem porque isso pode vir a acontecer.

[sws_divider_basic]

  • 2. PC Vai Continuar Forte

nvidia

Em 2013 o PC vai continuar a ser uma plataforma de gaming forte e o seu crescimento vai manter-se. Ora aqui está a grande vantagem do computador, o seu ritmo evolutivo manteve-se sempre estável ao longo dos anos, mesmo quando a sua popularidade registou quedas. Ou seja, o PC enquanto plataforma de gaming nunca deixou de estar forte e manteve-se um passo à frente das consolas, não apenas por ser melhor ou pior, mas sim porque esse foi sempre o seu lugar.

Obviamente o PC moderno de hoje é muito mais poderoso do que qualquer consola atual, aliás o de há vários anos atrás já o era e em 2013 nada irá mudar. O que por vezes muitos gamers não compreendem, é que a célebre “batalha de plataformas de gaming” nunca foi “PC Vs. Consolas” mas sim “Consolas Vs. Consolas“.

O computador sempre foi uma plataforma à parte, uma “besta” completamente diferente devido à sua natureza multifacetada. É por isso que ele continuou forte mesmo com um mercado de dimensão inferior ao das consolas e é por isso que ele vai continuar a crescer em 2013.

Dependendo do que forem as consolas da nova geração, no próximo ano nós poderemos mesmo assistir a um crescimento ainda mais acentuado do PC enquanto plataforma de gaming. Durante 2012 vários analistas afirmaram que as consolas de nova geração vão ter sérios problemas para se instalarem no mercado e o principal culpado será o computador.

[sws_divider_basic]

  • 3. Ai a Minha Vita!

vita

Em 2013 vamos descobrir se a nova portátil da Sony tem o que é preciso ou se vai fracassar e as perspectivas não são animadoras. As suas vendas em 2012 parecem estar longe de terem superado as expectativas e com o “mobile gaming” a crescer a cada dia que passa, provavelmente só um corte de preço “à séria” é que a poderá salvar do mesmo destino que a sua antecessora.

[sws_divider_basic]

  • 4. Grand Theft Auto V

gtaV

Grand Theft Auto 5 chega em 2013 e o seu lançamento tem condições para ser um dos pontos altos do ano. O jogo terá uma maior escala que os seus antecessores, as cidades vão ter mais vida; os carros estarão melhores; as personagens mais detalhadas e um novo padrão para jogos de mundo aberto será estabelecido.

A ação; violência; as perseguições da polícia, tudo será mais realista e espetacular, mas a sensação que fica é “been there, done that“. Estes pequenos detalhes não o vão impedir de ser bem sucedido e um forte candidato a melhor jogo do ano, mas no meio de toda a evolução no departamento gráfico e violência gratuita super-realista, será que o GTA V conseguirá trazer algo de novo para o mercado?

[sws_divider_basic]

  • 5. Felizmente Existem Jogos Independentes

indies

Nós já tínhamos previsto em 2012 que o mercado dos jogos independentes continuaria a crescer, foi isso que aconteceu e em 2013 nada vai mudar. O “Crowdfunding” ou em português “Financiamento Coletivo” tem sido alvo de alguma polémica nos últimos meses mas é inegável que ele abriu novas portas para as companhias independentes. Aliás, 2013 é mesmo um ano em que está programado o lançamento de um grande número de jogos independentes que cujo financiamento foi obtido graças a este sistema.

O mundo do gaming está a mudar, hoje aqueles que eram outrora os “modestos jogos independentes” rivalizam em qualidade com os de grande orçamento. Nós gamers só podemos ficar satisfeitos com a hegemonia dos jogos independentes, porque ela traz justiça para o mercado e obriga as grandes companhias a trabalharem arduamente para nos oferecerem produtos cada vez melhores.

São tantos os jogos independentes que vêem por aí que nós ficamos com a sensação que vamos assistir a algo especial em 2013.

[sws_divider_basic]

  • 6. DayZ

DayZ1

Se é verdade que 2012 foi o ano de DayZo mod“, é muito provável que 2013 seja o ano de DayZo jogo“. A experiência original que transportou os gamers para o meio de um Apocalipse de zombies com recurso ao motor do Arma 2, vai ganhar a sua versão “standalone” em 2013 e promete oferecer aos gamers a mesma experiência envolvente e intensa que resultou tão bem no “mod“.

Nos últimos meses a equipa de desenvolvimento do jogo remeteu-se ao silêncio e prefere continuar a trabalhar arduamente no seu produto, enquanto isso o “The War Z” tentou fazer uma jogada de antecipação mas os planos saíram furados quando se levantou uma onda “tsunâmica” de indignação por parte dos gamers, que pode muito bem ter condenado o jogo ao fracasso.

É com muita prudência que Dean Hall – o criador de DayZ – olha para o futuro, o seu objetivo é oferecer aos gamers uma experiência superior à do “mod” e depois continuar o trabalhar num modelo semelhante ao Minecraft. Há a possibilidade de uma versão nas consolas e DayZ deverá continuar a ser em 2013 um dos projetos de gaming mais interessantes no mercado.

[sws_divider_basic]

  • 7. Star Citizen

star-citizen-1

Das mãos de Chris Roberts, o criador do popular Wing Commander, chega-nos o Star Citizen, um jogo tem o seu lançamento agendado para 2013 e promete ser uma aventura espacial de proporções épicas.

Fundado graças ao “Crowdfunding” ele foi um dos projetos mais entusiasmantes de 2012, revelou um enorme potencial e pretende aproveitar todas potencialidades do computador moderno. Restam poucas dúvidas de que 2013 será seguramente o seu ano.

Diogo Mota

Diogo Mota

Editor-Chefe em Gaming Portugal
O Diogo é o organizador, todo o conteúdo do website passa de uma forma ou de outra pelas suas mãos, ele certifica-se que os padrões de qualidade são sempre altos e se a Gaming Portugal é hoje uma máquina relativamente bem oleada, isso acontece em grande parte graças ao seu trabalho.
Diogo Mota
Advertisements

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

Deixe um comentário

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.