Jogos Indie PC

Unepic: Um Jogo Épico

Unepic: Um Jogo Épico

[toggle title=”Informação Geral Sobre o Jogo”]

NOME DO JOGO: Unepic

CRIADOR: Francisco Téllez de Meneses

DEMO: Sim

Preço: 7.99 (Desura)

Campanha Steam Greenlight: Sim
[/toggle]

Inspirado em vários clássicos do mundo dos videojogos, Unepic é mais um título que merece ser elevado ao estatuto de “pérola” do mundo do gaming. Este pequeno GRANDE jogo é uma aventura divertida, sólida e uma experiência absolutamente obrigatória que vem, imagine-se, da mente de uma só pessoa. Sim meus amigos, Unepic é na realidade um jogo épico.

Se há uma lição que os gamers têm aprendido nos últimos anos, é que bons jogos não necessitam obrigatoriamente de orçamentos milionários e gráficos 3D mega realistas. Francisco Téllez de Meneses tinha uma visão, dedicou-se de corpo e alma a ela e foi contando com a ajuda de diversos colaboradores. Quando há vontade tudo se torna possível e o resultado é um título cheio de personalidade, que nos faz recordar os clássicos da NES e que é simplesmente bom demais para passar despercebido.

Unepic screenshot 1
Unepic é um jogo cheio de personalidade que foi buscar inspiração aos clássicos…

Unepic vai buscar inspiração principalmente ao clássico dos anos 80The Maze of Galious” um jogo da Konami que é ainda hoje recordado com carinho pelos gamers mais antigos, mas jogos como o Diablo, Castlevania ou até World Of Warcraft também foram referências importantes na sua criação.

Pois bem, o jogo mistura elementos clássicos de plataformas com RPG’s, nele nós vestimos a pele de Daniel, um gamer apreciador de filmes de ficção científica e que é no fundo um “nerd“. Um dia enquanto se diverte com os seus amigos ele é subitamente transportado para um castelo medieval chamado Harnakon. Julgando estar sob o efeito de alguma droga alucinante colocada pelos seus amigos na bebida, ele opta por se aventurar naquele mundo fantástico e assim começa o jogo.

Unepic screenshot 2
O castelo de Harnakon é perigoso mas também fascinante…

O castelo está habitado por um espírito maléfico que se apressa a tentar possuir a nossa personagem, mas apesar de ele conseguir entrar no corpo do herói é incapaz de o controlar como esperava. Agora o espírito está preso no interior do corpo de Daniel e apenas se este morrer ele poderá escapar. Limitado unicamente a poder falar, o espírito vai fazer de tudo para tentar que Daniel cometa um erro fatal.

É realmente uma história interessante e com um enorme sentido de humor. Nos diálogos existem inúmeras referências a filmes como o Senhor Dos Anéis ou videojogos como o World Of Warcraft, aliás Daniel é um gamer e recorda várias vezes durante a aventura momentos dos seus jogos preferidos. Como em qualquer outro título deste género, o objetivo final é a destruição do mestre do castelo que é um vilão chamado Harnakon, porém à medida que a aventura vai decorrendo o Daniel começa a descobrir que nem tudo é o que parece.

Unepic screenshot 3
Aqui está um inimigo que mete respeito não é?

A jogabilidade é fácil, no inicio um pequeno tutorial fornece-nos as dicas mais importantes, não são utilizadas muitas teclas e como tal ninguém terá quaisquer dificuldades para dominá-lo. Unepic joga-se como qualquer outro jogo de plataformas 2D mas que possui também vários elementos de RPG. O facto de estar montado de uma forma muito simples contribui para que seja também um pouco viciante e não se surpreendam se passarem várias horas com ele logo na primeira vez que o jogarem.

O visual é uma homenagem aos clássicos do género, mas não se deixem enganar pelo 2D porque no aspecto gráfico o jogo é bastante bom com especial atenção para os efeitos de luzes. Nós progredimos no interior de um castelo antigo onde a maior parte das luzes costumam estar apagadas, como tal seremos sempre obrigados a carregar numa mão uma vela e na outra a nossa arma preferida. A vela é útil para iluminarmos as salas por onde passamos e a arma ajudará a destruir os inimigos.

Unepic screenshot 4
A vela será a tua melhor amiga…

Unepic é muito bom em muitas áreas, mas eu diria que é na diversidade que encontramos o seu ponto mais forte. Há muito para fazer neste jogo e todo o tempo que Francisco Téllez de Meneses investiu nele compensou. Aqui ficam algumas das caraterísticas:

  • 1. Um jogo de plataformas que mistura elementos de RPG;
  • 2. Cerca de 200 secções para explorar;
  • 3. 7 Bosses para vencer;
  • 4. 70 feitiços para aprender;
  • 5. 100 armas diferentes;
  • 6. Quests;
  • 7. 3 finais diferentes;
  • 8. Poções (criar as próprias poções);
  • 9. Fazer upgrade às habilidades de Daniel.

E a lista continua…

Finalmente não podemos acabar este artigo sem mencionar o notável ambiente do jogo. A música, todo o trabalho artístico e os efeitos sonoros enquadram-se na perfeição e realçam a qualidade da experiência. Nós escrevemos no início do artigo que Unepic é um “pequeno Grande jogo” mas permitam-nos que reformulemos a frase para: é um grande, GRANDE jogão!

O mais engraçado é que apesar de nós termos detetado potencial neste jogo, estávamos longe de imaginar que ele seria tão impressionante como na realidade é. Trata-se de uma proeza verdadeiramente fantástica para Francisco Téllez de Meneses e que nos abre os olhos no que diz respeito ao enorme talento e potencial que um criador de jogos independente pode ter dentro de si.

Unepic é um jogo épico, inteligente, divertido e nostálgico. Uma aventura capaz de deliciar qualquer gamer que conheça bem a história dos videojogos e nós sentimos a obrigação de o recomendar vezes sem conta.

Façam um favor a vocês mesmo e comprem este jogo!

[sws_grey_box box_size=”595″] Se estás a desenvolver um jogo independente ou se achas que nós deveríamos dar destaque no Gaming Portugal a um determinado videojogo, então envia-nos um email em geral [arroba] gamingportugal.com ou visita o nosso fórum oficial e deixa-nos lá a tua sugestão. [/sws_grey_box]

Paulo Figueiredo

Paulo Figueiredo

Editor em Gaming Portugal
O Figueiras é um elemento fundamental do Gaming Portugal e a figura mais respeitada da equipa. A sua vida atarefada e cheia de responsabilidades impede-o de acumular uma posição de maior destaque, embora mesmo se tivesse essa oportunidade o mais certo era ele recusá-la. A sua participação no Gaming Portugal é motivada principalmente pelo gosto por gaming e dá-lhe um prazer especial saber que nesta casa a “independência” é uma característica definidora.
Paulo Figueiredo

Últimos posts por Paulo Figueiredo (exibir todos)

Advertisements

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.