Opiniões PC

Wildermyth: Opinião

Wildermyth é um novo RPG táctico com combate por turnos que chegou recentemente ao mercado e não demorou muito a conquistar os jogadores. Nós fomos tentar perceber o que justifica todo este sucesso e entusiasmo em torno desta nova aventura.

Wildermyth é uma aventura que acompanha um grupo de heróis ao longo de toda a sua carreira, desde os seus tempos de glória quando eram mais novos e capazes até à idade avançada na qual existe muita experiência mas menos condição física.

O jogo é um RPG táctico com combate por turnos e as nossas decisões podem alterar o mundo que nos rodeia bem como as personagens que fazem parte dele. O jogo faz-se valer principalmente da sua história bem como de combates tácticos divertidos e cujo segredo para a vitória é o pensamento estratégico.

À primeira vista este Wildermyth parece ser apenas mais um RPG táctico mas o que acabámos por encontrar foi algo muito mais profundo e surpreendente.

A criação do grupo de heróis

Um RPG é um género que vive muito da força da narrativa. Uma boa história é meio caminho andado para que um videojogo desta natureza chame à atenção, no entanto a forma como essa mesma história nos é apresentada também poderá determinar o seu sucesso.

Wildermyth começa com a inevitável criação de personagens onde temos duas hipóteses: podemos criar as nossas personagens editando-as de acordo com as nossas preferências, ou podemos randomizar a sua criação até encontrarmos um grupo que seja do nosso agrado.

Há nossa disposição temos três personagens que constituem a “party” ou o nosso grupo de heróis. Para uma experiência de multijogador que inclua mais de 3 jogadores há uma campanha modificada que suporta cinco heróis, muito embora apenas contenha eventos randomizados em oposição à história.

Atendendo ao facto de que nós acompanhamos toda a progressão destas personagens ao longo do tempo, desde a altura em que são simples agricultores, passando pelo momento em que se transformam em guerreiros lendários e finalmente terminando com o inevitável envelhecimento, a criação de cada uma das personagens contribui muito para a imersão e é altamente recomendada.

Aliás um dos grandes pontos fortes de toda a experiência é a ligação entre o jogador e o seu grupo de heróis. É uma ligação surpreendentemente profunda e sem nos darmos conta acabamos por investir bastante em cada uma das personagens, o que por sua vez toda a experiência muito envolvente.

O início da aventura

Há pouco escrevemos sobre a importância de uma boa apresentação e Wildermyth consegue fazer um excelente trabalho neste departamento. A história é apresentada com recurso a um método muito simples que mistura imagens dos nossos heróis com arte dos locais onde se encontram numa espécie de história aos quadradinhos na qual ocasionalmente nós vamos tomando decisões que vão moldando a história.

Tudo é acompanhado por uma excelente banda sonora que nunca se impõe mas que encaixa quase sempre na perfeição com a temática da história. Desde o primeiro momento que Wildermyth foi capaz de conquistar toda a nossa atenção e grande parte disso deveu-se à excelente harmonia entre a história e a banda sonora.

A aventura tem início com os três protagonistas a depararem-se com uma invasão de criaturas estranhas. É nesta fase que vamos conhecer cada uma das personagens e desde cedo começamos a moldar o seu desenvolvimento através das decisões que tomamos.

É um início simples mas envolvente através do qual nos são apresentadas as mecânicas de jogo. Wildermyth é um RPG táctico com combate por turnos, isso significa que nos confrontos com inimigos, todos atacam à vez.

Quem já está habituado ao género vai sentir-se em casa até porque as mecânicas deste jogo em particular são muito simples e fáceis de perceber. Já aqueles jogadores que não são apreciadores do “combate por turnos”, este talvez não seja o jogo para eles.

Combate táctico divertido mesmo para novatos

Wildermyth pertence a um género que é adorado por muitos, odiado por alguns e desperta o interesse de tantos outros. A boa notícia é que ele tem potencial para ser uma boa escolha para aqueles jogadores que procuram a sua primeira grande aventura neste género de jogo.

O combate é relativamente simples e mesmo os novatos conseguirão dominar as suas bases com rapidez. Naturalmente a movimentação táctica e uma boa estratégia de ataque são muito importantes no caminho para a vitória, mas o jogo proporciona um excelente período de habituação à jogabilidade.

No início tudo é muito simples e relativamente fácil, mas com a progressão o desafio vai aumentando. Porém quando isso acontece o jogador já teve tempo para se familiarizar o suficiente com a jogabilidade de forma à estar à altura do desafio.

Ao jogador cabe não só elaborar a melhor estratégia, como também conhecer os pontos fortes e fracos de cada uma das suas personagens bem como fazer uso deles no campo de batalha. Felizmente e como nós próprios vamos moldando as personagens com as nossas decisões, ninguém as conhecerá melhor do que nós próprios.

O que é a tal força da narrativa?

Wildermyth é até certo ponto a clássica experiência D&D (Dungeons & Dragons) adaptada ao mundo dos videojogos, e tal como acontece com popular jogo de mesa, a força da história determina o sucesso de toda a experiência.

Desde a criação das personagens, passando pela tomada de decisões e culminando com a ação no campo de batalha, todos estes aspectos da experiência de jogo estão intimamente ligados com a história. Este é um dos segredos do sucesso deste título e a razão pela qual nós ficámos completamente investidos nele.

A simplicidade, a subtileza com que a história nos vai sendo apresentada, a qualidade do texto e o peso que as nossas decisões têm no desenrolar da aventura é qualquer coisa especial! Não é uma “reinvenção da roda” e com toda a certeza não é o único jogo que consegue fazer isso, mas foi uma surpresa agradável e algo que não estávamos à espera de encontrar num título com raízes tão modestas.

Escusado será dizer que os grandes fãs do D&D vão adorar o que Wildermyth é capaz de oferecer e o jogo é uma das melhores representações desse tipo de experiência no mundo dos videojogos.

Honestamente nós nem sequer nos queremos alongar e correr o risco de revelar detalhes deliciosos das histórias das nossas próprias aventuras, apenas podemos dizer-te que deves esperar o inesperado e que a ligação às personagens pode ser tão profunda que a sua eventual perda será sentida.

O grafismo

Nós gostamos bastante do visual deste jogo que mais uma vez faz uso da simplicidade. Nada é demasiado exuberante ou elaborado no departamento gráfico o que é compreensível porque afinal de contas esta é uma experiência que em grande parte é dedicada à história.

Como consequência Wildermyth não é um jogo exigente e poderás corrê-lo em praticamente qualquer computador. Apesar disso não interpretes a pouca exigência com um trabalho visual inferior porque não é isso que acontece.

Pelo contrário, o departamento artístico encarregou-se da adição de beleza e criatividade visual. Como já deves saber, um videojogo bem desenhado não necessita de ser poderoso graficamente e Wildermyth é um exemplo perfeito disso.

Este jogo tem uma identidade visual sólida, faz-se valer de uma história poderosa e apresenta-a com recurso a um trabalho artístico bastante bom. Não é nada que possa ser utilizado para mostrar a potência de uma placa gráfica moderna, mas também não é isso que se pretende de um jogo desta natureza.

O que é também interessante é que nós acreditamos que o jogo tem condições para chegar a plataformas mais modestas como a Nintendo Switch ou até outras plataformas móveis. Para já no entanto só mesmo quem tem um PC ou um Mac é que o poderá jogar.

Mais uma pequena nota para a banda sonora

Queríamos aproveitar para deixarmos um destaque especial para a banda sonora que é absolutamente brilhante neste jogo. A música é épica deste o primeiro momento que começamos a aventura até aos grandes momentos mais impactantes da mesma.

Como referimos anteriormente, ela nunca se impõe e acima de tudo nunca se atravessa no meio da experiência, pelo contrário é o complemento ideal para a criação de imersão. A sensação é a de estarmos a assistir a um grande épico de fantasia e escusado será dizer que a equipa de desenvolvimento está de parabéns por este feito!

São estes pequenos pormenores de uma música de fundo perfeita enquanto a história vai progredido que ajudam qualquer aventura a transcender o Universo dos videojogos e nós acreditamos que Wildermyth é um dos poucos títulos que consegue fazer isso.

Muito mais do quem um videojogo ele é uma história fascinante que nós próprios vamos moldando.

Com amigos ainda é melhor

Podes jogar Wildermyth sozinho numa experiência bastante imersiva mas se tiveres amigos apreciadores de D&D e de videojogos, então a boa notícia é que este jogo conta com um modo de cooperação online ou local.

Jogar com amigos proporciona uma experiência completamente diferente visto cada um deles controlar a sua própria personagem. Para os grandes apreciadores do género será a derradeira experiência imersiva no qual todos se deixam envolver pela aventura.

No nosso caso especial este jogo foi uma “lufada de ar fresco”. Para alguns de nós foi uma espécie de regresso à infância e às grandes aventuras de D&D que tanto nos fizeram sorrir no passado e que foram muito provavelmente os melhores anos das nossas vidas.

É muito raro encontrarmos um videojogo no qual a história esteja à altura das nossas exigências e só por isso Wildermyth é de facto muito especial.

Um dos melhores RPG’s do momento a um preço acessível

Finalmente terminamos com a relação preço/qualidade e depois de jogarmos Wildermyth rapidamente chegámos à conclusão de que ele é uma compra absolutamente obrigatória para quem aprecia um bom RPG táctico com uma história de qualidade e cooperação à mistura.

O preço é muito acessível, aliás nós diríamos mesmo que é um excelente negócio por uma aventura com uma enorme longevidade, não só devido à randomização mas também ao modo de cooperação.

Muito bom em todas as áreas, Wildermyth foi de facto uma agradável surpresa e já é um dos nossos jogos preferidos deste ano.

Última atualização: Julho 19, 2021 às 11:30

Sólido, divertido e com uma história sublime

Wildermyth é uma excelente e económica alternativa dentro do género dos RPG's tácticos. A narrativa é de longe o seu ponto mais forte e deverá fazer as delícias dos fãs de D&D e o modo de cooperação online ou local é a "cereja no topo do bolo". Este, meus amigos, é um dos bons!

8.9
Wildermyth:
8.9

Apesar de ser editor, juntamente com o Diogo encarrega-se de gerir toda a equipa, é uma espécie de terceiro “boss” que muitas vezes acaba por ser o primeiro. Para além de escrever para o website ele é responsável pela verificação de conteúdo e por corrigir muitas das falhas que nós cometemos quando queremos trabalhar rápido demais.

O Figueiras é um elemento fundamental da Gaming Portugal e a figura mais respeitada da equipa. A sua vida atarefada impede-o de acumular uma posição de maior destaque, embora mesmo se tivesse essa oportunidade o mais certo era ele recusá-la. A sua participação na Gaming Portugal é motivada principalmente pelo gosto por gaming e dá-lhe um prazer especial saber que nesta casa a “independência” é uma característica definidora.

O Márcio é uma das forças editoriais da Gaming Portugal, ele também faz um pouco de tudo mas a sua preferência reside nos artigos de opinião. Regra geral ele não é comedido nas palavras, porém em vez de optar pela dureza extrema ele prefere quase sempre pelo sentido de humor.

Também poderás gostar de:

Subscrever
Notificações de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ESTAMOS AGORA AO VIVO!
AO VIVO na Twitch todos os dias!!
0
Partilha tua opinião, comenta.x
()
x