Artigos Jogos Indie

Snatcher: Um Remake Entusiasmante

Snatcher: Um Remake Entusiasmante

A mera menção de um “remake” de Snatcher é o suficiente para nos deixar arrepiados, o clássico que foi um dos primeiros jogos a explorar as potencialidades de uma experiência cinematográfica, vai mesmo regressar numa versão melhorada que promete recrear o melhor possível o jogo original.

Foi em 1988 que esta aventura “Cyberpunk” foi lançada na NEC PC-8801 e MSX2 no Japão. Quatro anos depois haveria de chegar ao PC, dois anos depois à Mega CD (única versão europeia) e passados mais dois anos chegou à Playstation e Sega Saturn.

Os mais novos não fazem ideia do que eu estou para aqui a escrever, mas Snatcher foi um dos grandes jogos de uma geração de gamers e ainda hoje possui um grupo fiel de seguidores. De resto, é por isso que é tão entusiasmante ver que o desenvolvimento de um “remake” está a evoluir a um bom ritmo, é que voltar a ter uma oportunidade de jogar Snatcher passados todos estes anos é para alguns gamers um verdadeiro sonho tornado realidade.

Snatcher Remake

O remake de “Snatcher” vem das mãos de um grupo independente, aliás ele até começou originalmente por ser um mod, mas no Verão do ano passado transformou-se num videojogo. Está a ser desenvolvido em CryENGINE 3, o potente motor gráfico da Crytek que podemos ver em ação no Crysis 2.

Para quem não sabe, o Snatcher original foi criado pelo Hideo Kojima, o mesmo senhor responsável pela série Metal Gear. Pois bem, este “remake” pretende ser uma reprodução fiel do original 2D, mas num novo mundo 3D. O jogo não é oficial nem tão pouco conta com o apoio da Konami, é mesmo um projeto super-independente da autoria de grandes fãs do jogo original.

O facto de se tratar de um projeto independente é uma boa notícia, não só porque os autores são todos fãs do original, mas principalmente porque não existem pressões adicionais o que lhes permitirá criar o melhor “remake” possível. A título de curiosidade o próprio Hideo Kojima quando questionado há algum tempo atrás sobre um “remake” do seu jogo, afirmou que gostaria que alguém o fizesse.

[tabs tab1=”A História Do Jogo”] [tab]

A história de Snatcher tem o seu início dia 6 de Junho de 1996 (1991 nas versões japonesas) numa altura em que ocorre uma explosão no Centro de Pesquisas de Chernoton na Rússia. Essa explosão libertou no ar uma arma biológica de nome “Lucifer-Alpha“, que vinha sendo desenvolvida em segredo no local. Infelizmente o gás espalhou-se pela Euroásia e acabou por dizimar 80% da população na área e durante vários anos o local ficou inabitável até que finalmente os efeitos do gás desapareceram e o evento ficou conhecido como “A Catástrofe

Cinquenta anos depois uma misteriosa forma de vida artificial (Bio-roids) é descoberta entre as vítimas de um acidente aéreo. Parte orgânicos, parte máquinas, eles podem suar e até sangrar, fatores esses que quase impossibilitam o seu reconhecimento entre humanos. Eles aparecem durante o Inverno, assassinam as suas vítimas e tomam o seu lugar na sociedade. Por esse motivo são conhecidos como “Snatchers” (Raptores, em inglês), porque raptam suas vítimas antes de tomarem o seu lugar.

Para combater a nova ameaça, o Governo cria em 2047 uma força especialmente treinada chamada J.U.N.K.E.R. e nós vestimos a pele de  Gillian Seed, um funcionário dessa organização que sofre de amnésia e cuja missão é descobrir a fonte dos “Snatchers” bem como as misteriosas ligações que ele tem com eles.

[/tab] [/tabs]

O jogo ainda se encontra numa fase de desenvolvimento e tudo o que podemos ver nas imagens ou nos vídeos é de um estágio muito inicial. Apesar disso já é possível ter um vislumbre do quão especial poderá ser este “remake” que para já vai passando despercebido para muitos gamers, mas que conta com a nossa atenção especial.

Uma das novidades mais recentes foi a adição de um novo músico à equipa e aproveito para vos deixar no final deste artigo precisamente uma nova música fantástica criada por ele.

[sws_grey_box box_size=”590″] Acompanha de perto a evolução do “remake” de Snatcher na sua página oficial no Mod DB. Por lá podes seguir o trabalho da equipa e ser notificado sempre que existirem novidades. [/sws_grey_box]

Diogo Mota

O Diogo é o organizador, todo o conteúdo do website passa de uma forma ou de outra pelas suas mãos, ele certifica-se que os padrões de qualidade são sempre altos e se a Gaming Portugal é hoje uma máquina relativamente bem oleada, isso acontece em grande parte graças ao seu trabalho.

Também poderás gostar de: