Artigos PC PS3 Xbox 1

Far Cry 3: Uma Belíssima e Massiva Aventura

Far Cry 3: Uma Belíssima e Massiva Aventura

Por esta altura todos já devem saber que Far Cry 3 é um dos grandes videojogos do momento, aliás algumas publicações chegaram ao ponto de o considerar uma experiência de gaming que roça a perfeição. Não há dúvidas, Far Cry 3 é um jogão que vale cada cêntimo e que nos relembra as razões pelas quais nós gostámos tanto do jogo original quando ele saiu em 2004.

A ilha está de volta meus amigos e que ilha! Aliás deixem-me reformular, não é uma ilha mas sim um arquipélago fictício que que se chama Rook Islands. Curiosamente existe uma ilha Rook na vida real que pode ser encontrada em Papua-Nova Guiné e quem sabe, talvez tenha servido de inspiração para a criação das ilhas do jogo.

far-cry-3-1
Na terceira edição de Far Cry 3 voltamos para uma ilha paradisíaca…

Tal como no jogo original a ilha paradisíaca serve de cenário à ação e uauuuu! Permitam-me que pare para respirar e admirar a vista porque estes são alguns dos cenários mais belos que eu já vi num videojogo. Far Cry 3 excede-se no departamento gráfico e artístico de tal forma que me faz acreditar que neste momento ele não tem rival à altura no mundo do gaming.

É no PC que será possível desfrutar de toda a sua potência gráfica, mas para que isso aconteça será necessário uma máquina moderna com uma placa gráfica de gama média / alta. Far Cry 3 pode estar presente nas consolas mas desenganem-se aqueles que julgam que ele se limita a ser uma mera conversão no PC, pelo contrário ele é exigente e a maior parte dos gamers não o vai conseguir correr em “Ultra“.

Obviamente eu recomendo a todos os que puderem que optem pela versão do PC, porque se por um lado é verdade que nas consolas estarão a jogar essencialmente o mesmo jogo, pelo outro o nível de detalhe gráfico é francamente superior num computador.

far-cry-3-2
A versão do PC é graficamente um sonho…se tiverem PC para a correr…

Voltando ao jogo, ele conta-nos a história de um grupo de amigos que vai de férias para uma ilha paradisíaca e vê-se em apuros. Eu podia estar aqui a perder tempo a revelar alguns detalhes importantes da história mas estou seguro que vocês a vão acompanhar com atenção e como tal prefiro passar esta parte. Sinceramente, o que me interessou neste jogo foi a qualidade e dimensão da experiência porque meus amigos, no que a FPS’s de ação diz respeito vocês dificilmente vão encontrar jogo mais completo, bem executado e massivo que Far Cry 3.

Não tenho qualquer receio em afirmar que Far Cry 3 é um dos mais sérios candidatos a jogo do ano, digamos que este é um daqueles raros jogos de grande orçamento que vale o dinheiro que nós pagamos por ele. Pensem bem, qual foi a última vez que deram um balúrdio por um jogo e não ficaram com a sensação que ele deveria ter sido mais barato? Pois é, com o Far Cry 3 isso não acontece.

Sim amigos gamers, Far Cry 3 não desilude e oferece-nos o tipo de experiência épica que nós desejávamos. Ele é tão ou mais brilhante do que o original, a ilha é gigantesca e está cheia de vida, as paisagens são inacreditáveis e a atenção ao detalhe ajuda-o a demarcar-se da concorrência.

far-cry-3-3
Alguém vai morrer silenciosamente…

Por esta altura eu pareço uma fã histérica do Justin Bieber, mas peço que não confundam satisfação com um entusiasmo exagerado caraterístico de um “fanboy“. Nada disso, por exemplo eu reconheço que é possível olhar para o Far Cry 3 e não encontrar nada de novo dentro do género, de certa forma isso é verdade. No entanto a genialidade deste jogo não tem muito a ver com inovação, em vez disso ele destaca-se pela enorme qualidade do trabalho realizado pelas equipas de desenvolvimento.

Far Cry 3 não é mais um FPS de ação, ele é neste momento “O” FPS de ação e tal como eu referi em cima, aquele que se encontra na frente da corrida para melhor jogo do ano. Um feito impressionante se não nos esquecermos que este é o mesmo ano em que foram lançados jogos como o Dishonored; o Mass Effect 3; o Max Payne 3; o Borderlands 2; o Hitman Absolution entre outros.

far-cry-3-4
Far Cry 3 é um dos mais sérios candidatos a jogo do ano…

Acho que ficou estabelecido que o Far Cry 3 é uma boa compra, julgo que ninguém tem dúvidas quanto a isso. Mas vamos agora falar um pouco – ou neste caso escrever porque sou eu que escrevo e na realidade estou aqui sozinho, mas seguindo em frente… –  sobre as notas que o jogo tem recebido pela maior parte da imprensa especializada. Não me espantam nada as notas altíssimas que ele recebeu, mas daí a dar-lhe nota máxima vai um longo caminho e talvez fosse bom alguns reviewers refrearem um pouco o entusiasmo e serem mais objetivos.

Por exemplo, o Far Cry 3 tem um modo de multijogador e tem cooperação, mas nenhum deles é especialmente memorável o que só por si já deveria ter peso negativo na nota final. Um jogo deve ser analisado como um todo, o Far Cry 3 é uma experiência sublime no modo de um jogador e apesar de não ser péssima nos outros modos, está longe da perfeição.

Há um pequeno desequilíbrio que embora não seja muito prejudicial – porque ao fim e ao cabo nós queremos é o modo de um jogador – “rouba-lhe” um pouco da glória e impede-o de conseguir, na minha opinião, uma nota máxima.

Em conversas com outros colegas do Gaming Portugal, nós chegámos à conclusão que mais valia eles terem-se livrado do modo de multijogador e cooperação atual – que é totalmente linear e não tem nada a ver com o modo de um jogador – e substituído por um modo de cooperação onde pudéssemos partilhar a aventura completa na ilha com um amigo. Enfim, são detalhes e embora eu ache uma nota máxima excessiva, respeito a opinião de todos os gamers que não concordam comigo.

No fundo nada disto impede o Far Cry 3 de ser uma das melhores prendas de Natal que andam por aí, por isso faz o que quiseres: exige aos teus pais que o comprem sob pena de ficares deprimido; gasta aquele dinheiro que estava reservado para uma prenda especial para os teus avós; diz à tua parceira que a vossa relação poderá correr o risco de acabar se ela não te oferecer o jogo ou vai ao Polo Norte e “enfia” duas bofetadas ao Pai Natal e avisa-o que se ele não te trouxer o Far Cry 3 este ano vais sodomizar à bruta os seus anões.

Mas a sério, faz um favor a ti próprio e compra este jogo!

Marcio Olival

Marcio Olival

Editor em Gaming Portugal
O Márcio é uma das forças editoriais da Gaming Portugal, ele também faz um pouco de tudo mas a sua preferência reside nos artigos de opinião. Regra geral ele não é comedido nas palavras, porém em vez de optar pela dureza extrema ele opta quase sempre pelo sentido de humor.
Marcio Olival
Advertisements

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

1 Comentário

  • Responder
    Arky_PT
    22 de Dezembro de 2012

    Sem Duvida Alguma um “Must Have” na lista de qualquer Gamer!

Deixe um comentário

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.

%d bloggers like this: