PC Previews PS3 Xbox 360

Prey 2: Será Épico?

Prey 2: Será Épico?

O mercado tem assistido hoje em dia a FPS’s com uma qualidade acima da média e que também se destacam pela sua tremenda originalidade. Recentemente a nova edição de Deus EX chegou ao mercado e deixou meio mundo estupefato e no final de 2011 haverá ainda tempo para o lançamento das terceiras edições de Call Of Duty: Modern Warfare  e do seu eterno rival Battlefield. Apesar disso 2012 é um ano igualmente promissor e existe um jogo que se destaca, Prey 2.

Se vocês ainda se recordam da primeira edição de Prey que saiu em 2006, então sabem que Domasi “Tommy” Tawodi foi obrigado a lutar para sobreviver aos temíveis aliens que raptavam pessoas. O jogo foi um sucesso, com um grafismo de qualidade, inovações na jogabilidade e armas biomecânicas BRUTAIS, Prey é até hoje um daqueles jogos que merecem ser jogados.

Prey 2 Screenshot 1
Um adversário a ser capturado...

Prey 2 não é bem o que podemos chamar de sequela, na medida em que não será uma continuação óbvia do primeiro jogo. Desta vez vamos controlar um Caçador De Prémios chamado Killian Samuels que a dada altura terá sido raptado mas que eventualmente acabou por se adaptar ao mundo alienígena e encontrar o seu espaço. Ainda não existem grandes detalhes sobre a história, portanto não vale a pena eu andar aqui a adiantar-me, mas sinceramente não me parece que seja uma sequela direta.

O jogo está a ser desenvolvido pela Human Head Studios – responsável pelo primeiro Prey – e de acordo com os rumores eles estão a trabalhar com tecnologia de ponta o que sugere que Prey 2 poderá ser um colosso do ponto de vista gráfico e não só, porque irá contar também com um mundo aberto. É aqui que reside o principal desafio, porque fazer funcionar um FPS com um mundo aberto não é de todo uma tarefa fácil.

Prey 2 Screenshot 2
Correr em direção à arma. É inteligente este...

Não haverá um modo multijogador, a Human Head Studios opta então por concentrar-se apenas num só modo de jogo. Apesar de ser uma decisão polémica não é difícil perceber a sua razão, é que qualquer jogo com um mundo aberto envolve uma carga de trabalho colossal, bem maior do que a típica aventura linear e um modo de multijogador só iria aumentar ainda mais essa carga. Todavia não deixa de ser um risco e o futuro dirá se foi uma boa ou má decisão.

A jogabilidade será igualmente interessante no que me parece ser uma mistura de várias ideias de outros videojogos com uma influência óbvia do que nós já vimos em Mirrors Edge, mas com mais armas à mistura. De resto a preview de vídeo do Charles Onyett da IGN já nos mostra um pouco do que será a segunda edição de Prey:

Como se pode ver, Prey 2 possui um ritmo elevado, que por vezes até se pode tornar frenético. Na pele de Killian Samuels vamos poder realizar diversas missões, muitas delas envolvem perseguições fantásticas no meio das cidades. Os criadores afirmam também que haverá muita interação, ao estilo de Deus EX: Human Revolution nós vamos poder explorar todos os cantos de uma cidade, visitar lojas e falar com os habitantes. Contudo o meu palpite é que a Human Head Studios deve estar a trabalhar para nos oferecer cenários bem maiores do que os de Deus EX: Human Revolution.

O que eu espero e no fundo todos nós esperamos aqui no GP, é que as armas biomecânicas estejam de volta, porque sem elas um Prey não seria digno desse nome. É claro que não vão faltar armas e acessórios para nos auxiliar à medida que vamos realizando missões, a nossa personagem é um mero humano, pelo que botas anti-gravidade ou uma armadura especialmente resistente farão com toda a certeza parte do arsenal que estará à nossa disposição.

Prey 2 Screenshot 2
Nos bares vamos obter informação valiosa, mas o perigo pode estar à espreita...

Este ano Prey 2 passou um pouco despercebido por força de tantos lançamentos de jogos muito esperados, apesar disso tenho de reconhecer que até agora foi um dos jogos mais interessantes que eu pessoalmente já vi. Existem muitas ideias e algumas delas parecem ser francamente boas, eu sei que depois de jogarmos Mirrors Edge todos nós dissemos:

“Muito bom, agora só falta um jogo com esta jogabilidade mas cheio de armas”

Prey 2 parece ser isso e muito mais, é um projeto ambicioso que poderá oferecer uma nova dinâmica aos FPS’s. Infelizmente ainda vamos ter de esperar por 2012 para lhe podermos meter as mãos em cima, mas até lá não desesperem porque o GP vai acompanhar de perto todas as novidades.

Diogo Mota

Diogo Mota

Editor-Chefe em Gaming Portugal
O Diogo é o organizador, todo o conteúdo do website passa de uma forma ou de outra pelas suas mãos, ele certifica-se que os padrões de qualidade são sempre altos e se a Gaming Portugal é hoje uma máquina relativamente bem oleada, isso acontece em grande parte graças ao seu trabalho.
Diogo Mota
Advertisements

Também poderás gostar de:

A Gaming Portugal Recomenda

 

Deixe um comentário

Política de Privacidade & Cookies

Este site (tal como todos os outros) utiliza cookies. Ao navegares na Gaming Portugal estarás a consentir a sua utilização.