Notícias PC 1

LiquidSky: O Futuro do Cloudgaming é Aqui

LiquidSky

A LiquidSky é uma plataforma de “cloud gaming” ambiciosa que parece determinada em “aterrar” em força este ano e que recentemente revelou uma opção free-to-play bem como melhorias na performance e funcionalidades da sua plataforma.

Para quem nunca ouviu falar, o “cloud gaming” é um sistema que permite ao gamer jogar diretamente a partir do servidor os seus jogos preferidos via “streaming”. Este tipo de serviços elimina a necessidade do gamer possuir um computador de gaming poderoso, pelo contrário é a plataforma que proporciona um novo PC de gaming virtual na “cloud”.

Como se isto não bastasse, poderás instalar também a aplicação LiquidSky não só num PC Windows, como também num Mac e num telemóvel Android.

Essencialmente com a LiquidSky tu estás a adquirir um PC de gaming virtual, ou seja em vez de estares a comprar um computador, estás a comprar um serviço que te oferece um computador virtual na”cloud”. Sendo que neste momento, a forma como vais interagir com este teu computador virtual é muito semelhante à forma como interages com o teu próprio computador. Algo que vai mudar com o update agendado para março deste ano.

Pois bem vamos primeiro às novidades e depois à explicação das vantagens, a descrição da minha experiência até agora e do enorme potencial e qualidade da LiquidSky…

Ontem na CES 2017 a LiquidSky anunciou vários serviços, produtos e melhorias na performance e funcionalidades da sua plataforma. Uma das grandes novidades é a introdução de um modelo free-to-play que será suportado por anúncios e que vai arrancar em março.

Neste momento para teres acesso ao teu computador LiquidSky precisas de aderir a um dos 3 pacotes disponíveis:

  1. Compra de créditos a 0,50€ o crédito (sendo que a compra mínima obrigatória é a de 10 créditos) e o pacote oferece 100GB de espaço;
  2. GAMER (14,99€ por mês) que oferece 500GB de espaço mais 80 créditos por mês bem como um desconto na compra de créditos;
  3. UNLIMITED (39,99€ por mês) inclui 1TB de espaço e créditos ilimitados.

A estes planos será adicionado o LIVRE que será suportado por anúncios (ou seja, tu poderás ser obrigado a ver anúncios enquanto jogas ou acedes ao teu PC virtual). Para além disso os planos em cima vão sofrer ajustes e os preços vão baixar já a partir de março como se pode ver na imagem que se segue.

LiquidSky

Melhorias no hardware…

Os planos disponíveis também vão passar a contar com um hardware duas vezes mais poderoso do que aquele disponível na atual BETA que está neste momento a decorrer. A partir de Março os clientes do serviço vão poder contar com 8GB de GPU vRAM; 32GB de RAM e 12 vCPU Cores.

Melhorias no interface…

É também a partir de Março que será disponibilizado um novo interface, mais simples e com acesso direto às bibliotecas de jogos das tuas plataformas preferidas – Steam, BattleNet, Uplay, Origin, GoG, etc. – estará disponível um novo chat LiquidSky que te vai permitir interagir com amigos que também estejam na plataforma e muito mais.

O teu computador LiquidSky também passará a suportar DirectX 12 e jogos da loja Windows a partir de março.

LiquidSky

Ainda mais novidades…

Maior suporte para acessórios USB: qualquer aparelho com ligação USB 2.0 (ou mais recente) – comandos, headsets, ratos etc. – vão funcionar sem problemas com o teu computador LiquidSky.

Ainda em 2017 mais lá mais para o final do ano a LiquidSky planeia aumentar o suporte para cada vez mais aparelhos e plataformas.

Agora vamos ao que interessa que é a minha experiência pessoal com a BETA da LiquidSky que decorre neste momento…

Primeiro é importante esclarecer que os meus primeiros testes foram realizados num computador Windows. Ou seja, instalei a aplicação no PC e tive acesso ao meu “Skycomputer” que é o computador virtual disponibilizado pela LiquidSky. O acesso foi realizado através do servidor de Londres (Inglaterra).

Neste momento o serviço encontra-se numa versão BETA e como tal os updates agendados para março ainda não estão a funcionar. O primeiro acesso ao computador virtual é acompanhado por um simples e breve tutorial.

Depois disso pude aceder ao meu computador virtual praticamente da mesma forma como acedo a qualquer outro computador. Atenção que tudo isto vai mudar quando a plataforma for atualizada, altura em que será muito semelhante por exemplo ao Big Picture da Steam ou até ao interface da Xbox One. Provavelmente continuaremos a poder aceder ao computador como acedemos agora, porém não tenho mais informações sobre o interface nesta altura.

continuando…

Temos o ambiente de trabalho com os atalhos para aplicações importantes como a Steam ou do browser (Google Chrome) e no meu caso quando acedi ao computador pela primeira vez a Steam realizou logo um update para a sua versão mais recente.

A seguir fiz login com a minha conta Steam, autorizei o acesso deste novo computador à Steam e comecei a instalar jogos. De imediato reparei que de facto as velocidades de download são francamente boas. A LiquidSky garante até um máximo de 1GB/ seg de velocidade de download e upload, o acesso via browser é ultra-rápido e o download de jogos em serviços como a Steam ou a Uplay também é francamente rápido.

A velocidade da Internet é muito importante numa plataforma de “cloud gaming” e a LiquidSky realmente impressiona neste departamento. Isto é uma excelente notícia porque oferece uma grande estabilidade quando estamos a jogar videojogos e torna a experiência semelhante aquela que temos quando jogamos videojogos no nosso próprio PC.

O computador virtual é rápido, poderoso e jogar um videojogo nele é uma experiência que se aproxima daquela que temos quando jogamos no nosso computador.

É claro que existem limitações, jogar um videojogo num computador virtual da LiquidSky não é o mesmo que jogá-lo num computador de gaming moderno.

Quem realmente conseguirá tirar partido de tudo o que o “Skycomputer” da LiquidSky tem para oferecer são os gamers que possuem computadores de gamas mais baixas e que já não são capazes de correr alguns jogos modernos. Para começares a desfrutar hoje de um “Skycomputer” só precisas de ter um computador que preencha os seguintes requisitos:

  • Pelo menos 5 Mb/sec de velocidade de internet (5 GHz Wi-Fi ou Ethernet), Intel HD 4000 GPU ou mais recente, 2 GB de RAM, Windows 7 ou mais recente.

Relembro que a LiquidSky ainda se encontra em BETA e como tal os pequenos problemas são perfeitamente naturais e esperados. Eu por exemplo encontrei problemas de compatibilidade em alguns jogos com o comando da Xbox One para o PC, no entanto a LiquidSky recomenda nesta fase a utilização do comando de Xbox 360 (versão com fio) no PC até para evitar situações de lag, pelo que eu já antecipava deparar-me com alguns problemas.

Em suma ainda existe um longo caminho para percorrer, mas mesmo nesta fase a capacidade de um “Skycomputer” é assinalável e aqui na Gaming Portugal nós vamos acompanhar de perto todas as novidades relacionadas com a LiquidSky.

Em breve publicarei um artigo mais detalhado sobre a minha experiência pessoal com o meu “Skycomputer”, até lá e se não estás com paciência para esperar podes dar um salto pelo website oficial da LiquidSky e testares tu mesmo este serviço.

Queria no entanto deixar claro mais uma vez que o serviço está em BETA e ainda se encontra longe de ser perfeito. Apesar de eu pessoalmente ter ficado impressionado com a qualidade da experiência mesmo nesta fase, só em Março é que a plataforma vai sofrer um grande update e melhorias significativas. Até lá se tens dúvidas, o melhor que tens a fazer é procurar muita informação sobre o serviço e esperar por mais artigos que serão publicados aqui na Gaming Portugal.

Também poderás gostar de:

 

1
Deixa um comentário

avatar
1 Discussões
0 Repostas em discussões
0 Seguidores
 
Comentários com mais reacções
Comentários do momento
1 Autores de comentários
Emanuel Autores de comentários recentes
  Subscrever  
recente antigo mais votado
Notificações de
Emanuel
Visitante

Eu quero fazer uma conota

ESTAMOS AGORA AO VIVO!
TRANSMISSÃO AO VIVO AGORA OFFLINE