Artigos PC PS3 Xbox

Videojogos Ainda São Demasiado Caros

Videojogos Estão Demasiado Caros

Sejamos francos, os videojogos sempre foram caros, aliás eu arrisco-me mesmo a dizer que eles até já foram mais caros. Recentemente Todd Howard, o diretor do Elder Scrolls V: Skyrim concordou que o preço dos videojogos é de facto elevado, mas foi adiantando que esse não é o caso da nova edição de elder Scrolls.

Howard não coloca Elder Scrolls V: Skyrim nessa categoria por uma simples razão, tal como os seus antecessores este será um jogo ENORME que justifica totalmente o preço. Algo que se compreende, porque jogar um Elder Scrolls é o mesmo que termos nas nossas mãos um filme do Senhor Dos Anéis que dura 60 horas e perde muito pouca qualidade durante a sua duração.

Mas será que o preço dos jogos ainda é demasiado elevado? A resposta é sim e não, sim porque no lançamento a maior parte dos jogos é estupidamente cara e não porque regra geral passado pouco tempo todos eles sofrem uma baixa de preço, algo que não acontecia com tanta rapidez à 15 ou 20 anos atrás.

Os jogadores de consolas são naturalmente os que mais sofrem com os preços e aí sim, acredito que ainda há muito por resolver, por exemplo todos sabemos que o novo Call Of Duty: Modern Warfare 3 vai custar-nos os “olhos da cara” e é claro que isso acontece porque a editora sabe que nós o vamos comprar independentemente do preço.

Já o PC contraria um pouco esta realidade, as plataformas de distribuição digital tomaram conta do mercado e com elas vieram preços mais baixos e promoções significativas. Talvez o futuro traga mudanças, especialmente se tivermos em conta o crescimento da popularidade dos jogos independentes ou o facto da distribuição digital ser uma inevitabilidade até para as consolas.

Hoje a realidade é que os videojogos ainda são demasiado caros, mas felizmente nós temos muito por onde escolher e caso não consigamos comprar um jogo no dia de lançamento, se tivermos um pouco de paciência vamos poder comprá-lo assim que o preço atingir um nível suportável e isso já não é nada mau.

Marcio Olival
O Márcio é uma das forças editoriais da Gaming Portugal, ele também faz um pouco de tudo mas a sua preferência reside nos artigos de opinião. Regra geral ele não é comedido nas palavras, porém em vez de optar pela dureza extrema ele opta quase sempre pelo sentido de humor.

Também poderás gostar de: